Fortaleza dá início a flexibilização da economia com abertura de shoppings

Começa hoje (8) em Fortaleza, a fase 1 do plano de retomada da economia que autoriza os shoppings e o comércio de rua a reabrir com 40% da mão de obra, horários reduzidos e todos os os protocolos de segurança contra o coronavírus. Os estabelecimentos se juntam aos relativos às cadeias de construção civil e saúde que já estavam em funcionamento na última semana durante a fase de transição.

Fortaleza dá início a flexibilização da economia com abertura de shoppings
Fortaleza dá início a flexibilização da economia com abertura de shoppings (Foto Google)

A flexibilização do isolamento social não significa que os casos do coronavírus estejam diminuindo no Ceará, em especial no interior do estado. Por conta destes dados, a retomada da economia será aplicada somente na capital Fortaleza. Foram registrados até ontem, 7 de junho, 64 mil casos de Covid-19 e cerca de 4 mil mortes.

Até o momento, incluindo Fortaleza, são seis capitais brasileiras que colocaram em prática seus planos de retomada da economia esta semana. Somadas, estas capitais representam 45% de uma média de 34 mil mortes resultantes do coronavírus.

Os especialistas se mostram contra os planos de retomada criados por governos estaduais e prefeituras, pois mesmo utilizando dados sobre a diminuição das taxas de ocupação em UTIs, os casos e óbitos continuam crescendo.

Na capital cearense, os shoppings podem abrir entre 12h e 20h todo os dias com limite de 30% da capacidade total do estabelecimento. Será exigido também o cumprimento de todo protocolo de segurança que deve ser submetido à Secretaria da Saúde.

Os serviços de contabilidade, auditoria e advocacia também podem retomar as atividades, desde que seja respeitado o limite de três trabalhadores por escritório.

Os cartórios também podem voltar a atender presencialmente mas com agendamento prévio, porém apenas para aos seguintes serviços extrajudiciais: notas, registro de imóveis, registro de títulos e documentos e pessoas jurídicas.

Para os segmentos que já estavam em funcionamento na fase de transição, podem dobrar o efetivo, atingindo 40% de funcionários trabalhando presencialmente, como a construção civil (100 operários por obra), calçados , têxtil e confecção.

Horários para funcionamento da fase 1 em Fortaleza

  • Construção Civil e Indústria de Transformação: 7h às 17h
  • Serviços (exceto as atividades ligadas a outras cadeias): 8h às 20h, ajustando as jornadas às características dos diversos segmentos
  • Administração Pública: 9h às 18h
  • Comércios: 10h às 16h

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Fortaleza dá início a flexibilização da economia com abertura de shoppings

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA