Auxílio doença aumenta pedidos durante a pandemia; aprenda a solicitar o benefício

De acordo com informações divulgadas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o número de solicitações de auxílio doença quintuplicaram entre março e abril. Estes foram os dois meses de evolução do contágio do coronavírus no Brasil. Os dados apontam que entre um mês e outro, os pedidos saltaram de 100 mil para 500 mil. Devido ao fechamento das agências tudo tem sido feito de forma online.

Auxílio doença aumenta pedidos durante a pandemia; aprenda a solicitar o benefício
Auxílio doença aumenta pedidos durante a pandemia; aprenda a solicitar o benefício (Imagem: Montagem/FDR)

O INSS informou que no início de março, quando as agências da Previdência Social ainda funcionavam com atendimento presencial, o tempo de espera para realizar a perícia médica que dá direito ao auxílio doença era de 15 dias.

Com as mudanças, o Instituto não comunicou qual o atual prazo. Mas, não há realização de perícia presencial, os interessados em solicitar o benefício precisam anexar um atestado médico ao pedido feito no site do Meu INSS, ou no aplicativo de mesmo nome.

Os pagamentos são feitos no valor de R$1.045, e funcionam como uma antecipação, já que a única forma de comprovar o direito ao auxílio é o atestado.

Assim que as agências retornarem, o que deve acontecer em 19 de junho, os cidadãos terão direito a fazer a perícia médica e solicitar um novo salário e mais tempo de recebimento.

Por enquanto, quem deseja renovar o pagamento também consegue fazer de maneira online. Para isso, será preciso apresentar um atestado em que o médico solicita a renovação do pagamento porque o paciente continua apresentando as mesmas incapacidades. Podem ser feitas até seis prorrogações. 

Como solicitar o auxílio doença

Impreterivelmente durante a pandemia do coronavírus, o INSS abriu a possibilidade de requerimento online do auxílio doença. Para isso, o trabalhador que é segurado da Previdência precisa preencher uma ficha e criar um cadastro no Meu INSS.

Após ter criado seu login e senha ele pode escolher por fazer o pedido no site ou no aplicativo. Basta informar seu CPF e sua senha.

  • Passo 1: Clique na opção “Perícia médica”;
  • Passo 2: Escolha a alternativa “Perícia inicial”;
  • Passo 3: O sistema vai perguntar se possuí atestado médica, selecione “Sim”;
  • Passo 4: Preencha todas as informações solicitadas, e vá para o próximo passo em “Avançar”;
  • Passo 5: Inicie a anexação do seu atestado médico. O documento deve estar saldo no seu computador ou celular, para iclui-lo selecione “Anexos” depois “Atestado”;
  • Passo 6: Por organização, selecione um agência onde o seu pedido ficará registrado;
  • Passo 7: Confira se todos dados foram informados corretamente, concorde com as regras e se quiser gere um comprovante de pedido.

O atestado médico não pode ter nenhuma rasura, deve estar com a assinatura do médico e seu registro no Conselho, bem como, possuir em destaque a validade do pedido e a recomendação com o prazo de repouso do paciente.

Qualquer dúvida pode ser respondida pelo chat no app ou site, e ligando para a central do INSS no telefone 135.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.