Urgente! Sorteados no Minha Casa Minha Vida de Caruaru têm até dia 1° para inscrição

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SDSDH), do município de Caruaru, está convocando por meio da Gerência de Habitação de Interesse Social, os beneficiários que foram sorteados no Minha Casa Minha Vida (MCMV). 

Urgente! Sorteados no Minha Casa Minha Vida de Caruaru têm até dia 1° para inscrição
Urgente! Sorteados no Minha Casa Minha Vida de Caruaru têm até dia 1° para inscrição (Foto: Google)

Esses serão beneficiados para a faixa 1, isto é, cuja renda familiar mensal não ultrapassa R$1.800. Os contemplados não foram localizados, nem por contato telefônico, nem nos endereços fornecidos no momento da inscrição, para assinatura de cadastro. 

A convocação é exclusiva para os beneficiários do Residencial Jardins. A lista pode ser acessada no site da prefeitura. 

O candidato deve assinar o cadastro, mas para isso deve comparecer até segunda-feira, dia 01/06, na Gerência de Habitação de Interesse Social, situada à Rua Professor José Leão, 363, Maurício de Nassau, das 08h às 15h. O não comparecimento acarretará na exclusão imediata do candidato a beneficiário.

Sorteio do Minha Casa Minha Vida

O programa Minha Casa Minha Vida foi criado no ano de 2009, para subsidiar a casa própria para famílias de baixa renda e oferecer condições atrativas de financiamento para as moradias populares.

Atualmente, o Minha Casa Minha Vida é dividido por faixas de renda familiar, que determinam valor e a origem do subsídio para o financiamento. Assim como os pré-requisitos para participar do programa. 

Por meio dessas faixas também são decididos os juros e as condições de financiamento para cada família.

A faixa 1 tinham é dedicada aos que têm até R$ 1.800 reais de renda familiar bruta. Isso permite que o governo pague 90% do valor do imóvel, e os 10% restantes são pagos pelos beneficiários.

A faixa 1,5 vale para renda familiar é de até R$ 2.600. Para as famílias com renda até R$ 1.200, o subsídio é de até R$ 47,5 mil. Famílias com renda entre R$ 1.200 e R$2.600, o subsídio vai sendo reduzido progressivamente.

Famílias com renda até R$ 4.000, se encaixam na faixa 2. E as famílias que se encaixam na faixa 3 são as com renda de até R$ 9 mil. Nessa modalidade não há subsídio, apenas juros menores em relação aos cobrados pelos bancos. A taxa é de até 9,16% ao ano e o valor máximo do imóvel: R$ 300 mil.

Nas faixas 1,5 e 2, 90% do financiamento já partem do FGTS e os 10% saem da União. Porém, com a crise fiscal dos últimos anos no país, praticamente secou o dinheiro do orçamento público, travando a contratação de novos empreendimentos do programa habitacional. Para contornar isso, a portaria determina que o FGTS assuma todo o financiamento no setor. 

Depois de fazer sua inscrição na prefeitura ou em uma agência da Caixa, todas as famílias participam do sorteio do Minha Casa Minha Vida. E são escolhidas com base nas suas condições financeiras, número de filhos, e administração da renda.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.