Calendário 13° do INSS começou! Entenda como ficou distribuído o pagamento

Desde ontem, segunda-feira (25), começou a ser repassado o pagamento da segunda parcela do 13° dINSS para os aposentados e pensionistas. Veja como ficou distribuído o pagamento para cada grupo de contemplado.

Calendário 13° do INSS começou! Entenda como ficou distribuído o pagamento
Calendário 13° do INSS começou! Entenda como ficou distribuído o pagamento(Imagem FDR)

Tradicionalmente, esse benefício é dividido em duas parcelas. A primeira é creditada em meados de agosto, e a segunda paga no mês de novembro. Porém, com o intuito de reduzir os impactos da pandemia causada pelo coronavírus, neste ano em específico o seu pagamento foi adiantado. 

Segundo o governo, 30,8 milhões de beneficiários receberão a segunda parcela do 13° do INSS, que vai custar cerca de R$23,8 bilhões. 

A primeira parcela foi paga para os beneficiários entre os meses de abril e maio. A segunda parcela seguirá sendo paga até o dia 5 do mês de junho.

O calendário de pagamento também é definido por meio da renda mensal e o dia de recebimento é de acordo com o número final do benefício, sem contar o dígito.

Calendário de pagamento 13° do INSS

Conforme mencionado, a distribuição dos recursos do 13° salário considera o perfil de remuneração do segurado. Para esse mês, será feita da seguinte forma:

Para quem ganha até um salário mínimo (R$ 1.045 em 2020) 

  • Final 1: 25/5
  • Final 2: 26/5 
  • Final 3: 27/5 
  • Final 4: 28/5 
  • Final 5: 29/5 
  • Final 6: 1º/6 
  • Final 7: 2/6 
  • Final 8: 3/6 
  • Final 9: 4/6 
  • Final 0: 5/6 

Para quem ganha acima de um salário mínimo (mais de R$ 1.045) 

  • Finais 1 e 6: 1º/6
  • Finais 2 e 7: 2/6 
  • Finais 3 e 8: 3/6 
  • Finais 4 e 9: 4/6 
  • Finais 5 e 0:5/6

O valor das parcelas não seguem um critério para serem definidos, mas a regra que foi aplicada nos anos anteriores deverão ser mantida. 

A segunda parcela é o complemento dos 50% restantes do valor do benefício. Para aqueles que recebem até um salário mínimo, que é de R$1.045, o valor a ser recebido será de R$522,50. Em cima desse valor não é cobrado o imposto de renda. 

Já para aqueles que recebem valores superiores a de um salário mínimo, irão sofrer um desconto do imposto de renda no recebimento.

O dinheiro vai ser depositado nas contas dos segurados nas mesmas datas em que cada um recebe os seus benefícios em meses normais.

Para realizar a consulta para o valor pode ser realizada por meio de uma ligação no telefone 135 de segunda a sábado, das 7h às 22h, e é gratuita para telefone fixos e tem custo de uma ligação local caso seja feita por celular. Outra forma de acesso é no aplicativo Meu INSS, ou site

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.