INSS prorroga data para reabrir agências em todo o país; veja!

Aposentados e pensionistas do INSS seguem com os serviços paralisados em todo o país. Nessa sexta-feira (22), o Instituto Nacional do Seguro Social informou o novo prazo de reabertura de suas unidades físicas. Devido a pandemia do coronavírus, as agências estão de portas fechadas e os atendimentos estão ocorrendo pelo portal Meu INSS,ou aplicativo. De acordo com o texto publicado no Diário Oficial da União (DOU), as atividades presenciais estão suspensas até o dia 19 de junho 

INSS prorroga data para reabrir agências em todo o país (Imagem: Reprodução - Google)
INSS prorroga data para reabrir agências em todo o país (Imagem: Reprodução – Google)

De acordo com administração da previdência, a decisão levou em consideração a proliferação do Covid-19 que está matando mais de mil pessoas por dia em todo o território nacional.

Em texto publicado, o instituto alega que a medida “visa a proteção da coletividade durante o período de enfrentamento da emergência em saúde pública decorrente da pandemia do novo coronavírus (covid-19)”. 

Como resolver questões do INSS durante a pandemia? 

Enquanto as unidades presenciais estiverem fechadas, os aposentados e pensionistas que tiverem pendencias com o instituto deverão resolve-las por meio dos portais digitais. No site do INSS, é possível acompanhar as análises dos benefícios, solicitar novos auxílios e comprovar as documentações solicitadas pela administração.  

As mesmas funções estão estendidas no aplicativo Meu INSS. O acesso a ferramenta é gratuito e pode ser baixado por meio da loja de app de qualquer celular com sistema IOS ou Android. Além de conferir a situação dos benefícios, a plataforma permite também consultas nos valores a serem recebidos e datas dos depósitos.  

Atividades presenciais como perícias médicas  

No caso daqueles que estão recebendo algum auxílio por incapacidade, como o auxílio doença, a comprovação médica deixou de ser realizada pelas perícias do instituto e agora está sendo feita com envio do atestado por e-mail.

Para isso, o segurado precisa de um atestado gerado por um profissional de saúde que valide seu quadro clínico.  

O documento deve ser enviado para o INSS por e-mail que deverá responder dentro de até 30 dias. É importante lembrar que quem está sob respaldo do auxílio doença não poderá ter o benefício cancelado até o fim do período de calamidade pública.

Isso significa que, mesmo se o INSS não comprovar o recebimento do documento (em caso de renovação), o segurado deverá permanecer recebendo seu auxílio.  

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.