Querendo aumentar sua participação em todo o Brasil, a Caixa Econômica abriu de forma compulsória uma poupança digital para todos os beneficiários do auxilio emergencial, mesmo para quem indicou uma conta de outro banco para receber a primeira parcela do dinheiro. O banco deseja abrir também 4 milhões de poupanças digitais para as pessoas inscritas no Bolsa Família que recebem o auxílio emergencial pelo cartão do programa.

publicidade
Caixa abre 50 milhões de poupanças digitais para gerenciar auxílio emergencial
Caixa abre 50 milhões de poupanças digitais para gerenciar auxílio emergencial (Imagem FDR)
publicidade

Pedro Guimarães, o presidente da Caixa, disse que o banco pretende realizar a abertura de 50 milhões de contas poupanças para pessoas que não possuem conta em banco, no entanto, parte deste montante já possuem conta bancária.

A lei que estabeleceu o auxilio emergencial falava que a Caixa poderia abrir uma poupança digital somente parta as pessoas que não possuíam ou não indicaram no cadastro uma conta bancária de qualquer instituição.

Mas agora, no pagamento da segunda parcela do auxilio, a Caixa decidiu abrir uma conta poupança para todos, exceto para quem recebe o Bolsa Família.

De uma média de 40 milhões de contas poupança digitais que já estão abertas, 29,3 milhões são de pessoas que realizaram o cadastro do auxilio pelo aplicativo ou site.

Neste primeiro momento, a segunda parcela do auxilio emergencial no valor de R$600, só poderá ser movimentada através do aplicativo Caixa Tem, utilizando o cartão de débito virtual para pagar contas ou realizar compras.

Em 30 de maio será liberado o saque em espécie e transferências. Para os saques, a Caixa organizou um calendário de acordo com o mês de nascimento dos beneficiados.

Calendário de saque da segunda parcela e do saque em espécie

Fonte: Caixa

Para os trabalhadores que receberam a primeira parcela em uma outra conta, o dinheiro que estiver na poupança digital vai ser transferido nas datas estabelecidas no calendário de forma automática.

Pagamento da Caixa pode ser dificultado para Bolsa Família

Esta decisão da Caixa preocupa as áreas responsáveis pelos pagamentos, principalmente com relação aos beneficiários do Bolsa Família. Eles alertam para as possíveis dificuldades que estas pessoas terão para sacar a terceira parcela do auxilio.

Até o momento, as famílias do programa assistencial utilizam somente o cartão do Bolsa Família, e podiam retirar seu dinheiro também em lotéricas. Caso se confirme a decisão do banco, estas pessoas são as que menos possuem acesso aos meios digitais e podem ficar prejudicadas.

Após a abertura da conta poupança digital, os cartões do Bolsa Família deixariam de funcionar e não seria mais possível sacar o valor do auxilio.

Até o momento, a Caixa informa que nenhuma conta foi aberta para quem recebe o Bolsa Família e que eles podem retirar o valor da segunda parcela do auxilio em dinheiro da mesmo jeito do benefício regular, de acordo com o número final do Número de Identificação Social (NIS).

Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.