FGTS: presidente do Conselho faz planejamento OTIMISTA sobre nova liberação

Novo valor do FGTS será disponibilizado em breve e administração do fundo garante um cenário positivo para os próximos meses. Com a crise do Covid-19, os R$ 530 bilhões ativos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço passaram a ser ainda mais visados pela população. Em tempos de crise econômica e desemprego, milhares de brasileiros estão recorrendo aos benefícios federais e trabalhistas para garantir o sustento. Mediante a essa situação, o FGTS anunciou a criação do ‘Saque Emergencial’, ofertado a partir do mês de junho.  

FGTS: presidente do Conselho faz planejamento OTIMISTA sobre nova liberação (Imagem: Reprodução - Google)
FGTS: presidente do Conselho faz planejamento OTIMISTA sobre nova liberação (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

A modalidade permitirá que o trabalhador faça retiradas de até R$ 1.045 de seus fundos de garantia. Segundo dados levantados pelo governo, serão contemplados mais de 60 milhões de brasileiros, que poderão começar a usufruir da quantia a partir do dia 15 de junho.

O pagamento será ministrado pela Caixa Econômica Federal e deverá seguir os mesmos moldes do saque-imediato criado no ano passado.   

Liberação do FGTS 

De acordo com o Conselho Curador do FGTS, mesmo com a liberação do auxílio emergencial e demais benefícios sociais, o pagamento do fundo não será caótico.

Em entrevista, o presidente da organização, Júlio Cesar Costa Pinto, afirmou que sua equipe está trabalhando para que todos tenham acesso aos valores de forma rápida e prática.  

Questionado sobre a possibilidade de filas e aglomerações em tempos de pandemia, o gestor descartou tal cenário e disse que os recursos serão liberados de maneira segura e simples.  

“O calendário de saques vai ser definido pela Caixa, mas a ideia é de que que seja entregue o mais rápido possível para as pessoas, sem filas. E será mais fácil, porque já fizemos o saque imediato no ano passado. Além disso, os trabalhadores conseguem transferir o saque para outros bancos pelo aplicativo do FGTS. Vai ser mais simples”, declarou.  

Validação da proposta 

É importante ressaltar que, os tramites da liberação ainda está em processo de análise no governo federal. A administração pública terá menos de um mês para aprovar o andamento dos recursos, mas Júlio garantiu que isso não será um problema.  

“Estudamos isso muito fortemente com o BNDES e a Caixa. Apertamos o máximo possível o prazo. Já saíram algumas portarias e temos uma reunião marcada do conselho do PIS/Pasep para dar o ‘ok’ às transferências. Está dentro do prazo. Em 31 de maio, estará transferido para o FGTS.” 

 

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.