Veja Também | FDR.TV


 

No próximo dia 18 de maio será paga a segunda parcela do auxílio emergencial do Bolsa Família, no valor de R$ 600. De acordo com Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, o calendário será mantido e seguirá com a ordem de pagamentos levando em conta o número do NIS.

2ª parcela de R$600 do Bolsa Família será paga dia 18; confira quem recebe
2ª parcela de R$600 do Bolsa Família será paga dia 18; confira quem recebe (Reprodução: Google)
publicidade

O pagamento para os beneficiários do Bolsa Família é feito de forma automática e estes usuários não precisam efetuar nenhum cadastro. O valor de R$ 600 só será pago caso seja mais vantajoso que o valor recebido pelo Bolsa.

Nesse dia 18, vão receber aqueles que possuem o NIS com o final 1 e que estejam enquadrados nas regras para o recebimento do Auxílio Emergencial.

Os demais usuários receberão nas seguintes datas:

  • NIS com final 2 – recebe em 19/05
  • NIS com final 3 – recebe em 20/05
  • NIS com final 4 – recebe em 21/05
  • NIS com final 5 – recebe em 22/05
  • NIS com final 6 – recebe em 25/05
  • NIS com final 7 – recebe em 26/05
  • NIS com final 8 – recebe em 27/05
  • NIS com final 9 – recebe em 28/05
  • NIS com final 0 – recebe em 29/05

Para ter direito ao recebimento do Bolsa Família no valor de R$ 600, é preciso seguir as seguintes regras:

  • Ter 18 anos ou mais;
  • Não ter emprego formal;
  • Não receber benefício assistencial ou do INSS, seguro-desemprego, ou fazer parte de qualquer outro programa de transferência de renda do governo (exceto o Bolsa Família);
  • Ter renda familiar de até R$ 522,50 por pessoa ou renda mensal familiar de até R$ 3.135,00;
  • Não ter recebido mais de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis em 2018 – ou seja, ser isento da declaração do IR.

Lembrando que a média de pagamento do Bolsa Família é de R$78 por filho e no caso do Auxílio Emergencial, as parcelas estão no valor de R$ 600 ou até R$ 1200 para mulheres que sejam chefes de família ou mães solo.

A Caixa Econômica pede que os usuários respeitem a data mencionada no calendário, a fim de evitar aglomerações. A terceira e última parcela também será paga conforme o cronograma divulgado no início do ano, neste caso, nos últimos dez dias úteis do mês de junho.

COMENTÁRIOS