Ministro da Economia faz pronunciamento polêmico e gera clima de tensão com as instituições financeiras. Nesse sábado (9), Paulo Guedes participou de uma live promovida pelo Itaú BBA e questionou o funcionamento das atividades bancárias em todo o território nacional. Durante a entrevista, o representante afirmou que o país contem 200 milhões de trouxas sendo explorados por seis bancos”.  

publicidade
Guedes chama brasileiros de trouxas ao citar exploração do setor bancário (Imagem: Reprodução - Google)
Guedes chama brasileiros de trouxas ao citar exploração do setor bancário (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

Visivelmente insatisfeito com as atividades bancárias, Guedes afirmou que é preciso criar novas opções de transações e funcionamento do mercado financeiro, alegando que a economia atual se encontra em uma concentração de poder por parte das marcas existentes.  

“Em vez de termos 200 milhões de trouxas sendo explorados por seis bancos, seis empreiteiras, seis empresas de cabotagem, seis distribuidoras de combustíveis; em vez de sermos isso, vai ser o contrário. Teremos centenas, milhares de empresas”, ponderou, durante a transmissão ao vivo do BBA.  

Minimização dos danos 

Por se tratar de uma coletiva em parceria com o Itaú, uma das principais redes bancárias do país, Guedes precisou elaborar uma estratégia para poder minimizar os efeitos de sua fala.

Ao lado do presidente da instituição, Candido Bracher, o ministro afirmou que não se tratava de um erro do banco, mas sim da economia nacional, que é hostil, proporcionando uma alta carga tributária, por exemplo. 

Na sequência, ele afirmou que, dentro desse cenário de instabilidade e valores absurdos, cabe aos bancos tentar sobreviver e manter o desenvolvimento de seus serviços. Para ele, a melhor correção desse cenário seria a aplicação de reformas estruturantes, de modo que estimulasse investimentos e criasse uma nova classe empreendedora.  

Repercussão do posicionamento de Guedes

Como era de se esperar, a fala do representante gerou uma série de críticas na internet. Os internautas gravavam seu pronunciamento e compartilharam em perfis do Twitter, Facebook e Instagram, alegando ser apenas mais um dos diálogos polêmicos do atual governo.  

Presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann estava entre as pessoas que se manifestaram a respeito. Em seu perfil, a parlamentar hostilizou o ministro, afirmando que o mesmo não tinha conhecimento a respeito da economia nacional.  

“De banco Paulo Guedes entende. Sabe do que está falando. Vem do setor financeiro, da gestão de fundos abutres. Enquanto chamava o povo de trouxa e as mortes por covid 19 chegavam a 10 mil, seu chefe passeava de jet ski no lago de Brasília. Total sintonia”, publicou Gleisi, em sua página do Twitter. 

Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.