Governo do DF cria programa Bolsa Maternidade para mães de recém nascidos

Um novo lançamento chegou para as mães de recém nascidos em Brasília. O governo do Distrito Federal (GDF) criou o programa Bolsa Maternidade, que tem o objetivo de dar suporte para os primeiros dias de vida dos bebês.

Governo do DF cria programa Bolsa Maternidade para mães de recém nascidos
Governo do DF cria programa Bolsa Maternidade para mães de recém nascidos (Foto: Google)

O auxílio pode ser recebido em dinheiro, no valor de R$200. Ou, em forma de artigos para os bebês usarem em seus primeiros dias e meses. O kit é entregue na maternidade, sendo composto por:

  • Body fechado;
  • Cobertor;
  • Cueiro;
  • Culote;
  • Macacão longo;
  • Macacão curto;
  • Meia;
  • Toalha;
  • Casaco com capuz;
  • Fralda descartável;
  • Lenço umedecido;
  • Pomada anti-assadura.

Se o nascimento for de gêmeos, trigêmeos ou mais, o auxílio será dado de forma igual para todos os filhos.

Para ter acesso ao benefício, é preciso que a renda seja igual ou inferior a meio salário mínimo. Também é preciso comprovar que mora no DF há no mínimo seis meses.

Pessoas que moram nas ruas também podem receber, com a exigência de já estarem incluídas na Política de Assistência Social.

Importante destacar que as as mães que já estão cadastradas no programa Criança Feliz Brasiliense também podem receber o Bolsa Maternidade. Estas mães inclusive, já estão aprovadas previamente e portanto, não precisam passar pelas análises de documentação.

Inscrições do Bolsa Maternidade

O pedido do Bolsa Maternidade pode ser feito durante a gestação ou até 30 dias depois do nascimento do bebê. Para os pedidos feitos após o nascimento é necessário ir a um Centro de Referência da Assistência Social (Cras), a um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) ou a Centros Pop.

A secretaria de Desenvolvimento Social e primeira-dama do DF, Mayara Noronha, falou sobre o projeto.

“Todas as fases da criança são importantes, mas os primeiros dias de vida são aqueles em que o bebê está completamente vulnerável. Então, decidimos estar mais próximas das famílias neste momento”.

Flávia Arruda (PL), uma das criadoras do Bolsa Maternidade, comemorou a volta da iniciativa.

“Fico feliz que esteja de volta. Um enxoval para a criança, a ajuda no aleitamento materno e um atendimento especial para as mães nos hospitais faz toda a diferença”, finalizou.

Auxílio em Salvador

A prefeitura de Salvador também vai disponibilizar um voucher de ajuda no valor de R$270 para trabalhadores informais. O auxílio foi batizado de Salvador para Todos e intuito é ajudar estes trabalhadores a enfrentarem esse momento de dificuldade causado pela pandemia do coronavírus.

Os pagamentos do auxílio, de acordo com a prefeitura, serão feitos de forma escalonada e o valor da ajuda foi divido em R$70 para compra de gás de cozinha e R$200 para a compra de até duas cestas básicas.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA