Bolsa Família: 2ª parcela dos R$600 vai ser paga em NOVO calendário?

Até o momento, segundo Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, o calendário de pagamentos da segunda parcela do auxilio emergencial para os beneficiários do Bolsa Família não será alterado. Os repasses começam no próximo dia 18 de maio.

Bolsa Família: 2ª parcela dos R$600 vai ser paga em NOVO calendário?
Bolsa Família: 2ª parcela dos R$600 vai ser paga em NOVO calendário? (Foto: Google)

Pedro diz que este calendário já é seguido há 10 anos e a única diferença é um maior espaço de tempo entre o pagamento para as duas parcelas mais carentes da população, que são as beneficiárias do Bolsa Família e as que não possuíam conta bancária.

A segunda parcela, de acordo com as informações de Pedro, deve se organizado conforme a data de nascimento dos trabalhadores. Ele disse que esta organização ainda não foi finalizada porque o governo trabalhava na base de dados e que deste modo, as pessoas vão entender melhor quando poderão receber.

Diante das filas em agências e os problemas enfrentados, Pedro disse que funcionários da Caixa foram agredidos e pediu respeito por estes profissionais que muitas vezes fazem parte do grupo de risco e estão longe de suas famílias.

Ele reafirma que este é um trabalho que deixa os profissionais no limite físico e psicológico. Cada funcionário chega a atender 2 mil pessoas por dia.

Demora por erro bancário

Pedro também falou sobre as pessoas que optaram por receber o auxílio em contas de outros bancos. Dentre 3,5 milhões que escolheram esta forma, cerca de 600 mil, apresentaram erro e o dinheiro voltou.

Quando isso acontece, a Caixa abre uma conta poupança digital automaticamente até que o erro seja corrigido. Normalmente essa correção demora um dia, mas o cliente que quiser pode realizar transferências pela poupança digital.

Cadastros inconclusivos

Pedro reforça o pedido para que os trabalhadores que apresentaram um cadastro inconclusivo, façam o recadastro. Ele diz que normalmente são erros fáceis de serem corridos como mudança de gênero e também pessoas que se declaram chefes de família e não inserem os dependentes.

Desemprego

Pessoas que não estavam desempregadas no momento em que o decreto do auxílio emergencial foi publicado, mas acabaram perdendo o emprego até 2 de julho, data final para solicitar o auxílio emergencial, vão poder se cadastrar para receber o benefício, caso se enquadrem nas demais condições da lei.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Bolsa Família: 2ª parcela dos R$600 vai ser paga em NOVO calendário?

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA