Seguro desemprego: em cenário de crise mais de 500 mil solicitam auxílio

O número de pedidos de seguro-desemprego cresceu nos últimos dias. Isto porque com o cenário de crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, diversos profissionais perderam seus empregos.

Seguro desemprego: em cenário de crise mais de 500 mil solicitam auxílio (Reprodução/Internet)
Seguro desemprego: em cenário de crise mais de 500 mil solicitam auxílio (Reprodução/Internet)

De acordo com secretário de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, foram 200 mil pedidos. A informação foi compartilhada nesta terça-feira (28), mas trata-se de uma estimativa do governo federal.

Em comparação ao ano anterior, são mais de 150 mil novos pedidos. “Nós podemos afirmar que nós teremos no acumulado 150 mil desempregados a mais do que em 2019”, detalha o secretário em entrevista à imprensa.

Nesta terça (28) também foi divulgado o número oficial pelo Ministério da Economia que mostra aumento de 11% ante fevereiro, para 536.845 pedidos. Quando comparado ao ano anterior, número de pedidos de seguro-desemprego em março representa queda de 3,5% nos pedidos.

Já quando observada primeira quinzena de abril, foram 267.693 pedidos de seguro-desemprego, o que representa uma queda de 13,8% em relação ao ano anterior. Os dados não são divulgados desde dezembro.

Estados com maior número no registro de pedidos foram São Paulo (165.632), Minas Gerais (63.317) e Rio de Janeiro (41.728), considerando o mês de março. Já em abril, o ranking permanece o mesmo.

Com a pandemia, o comportamento do brasileiro mudou também. Isto considerando que mais de 90% dos pedidos estão sendo feitos pela internet, o que é pouco usual. No ano passado, apenas 1,5% dos pedidos foram feitos de forma online.

A movimentação é observada uma vez que agências do Sistema Nacional de Emprego (Sine) de estados e municípios estão fechadas com a quarentena. Vale ressaltar que o seguro-desemprego somente pode ser solicitado após sete dias da demissão.

Aqueles que estão solicitando o benefício pela primeira vez devem ter trabalhado por 12 meses durante os 18 meses que antecederam a demissão. Depois do cadastro realizado na plataforma, o repasse será o benefício será feito pela Caixa.

A solicitação online pode ser realizada de duas formas, sendo através de no site do Gov.br ou através do app “Carteira de Trabalho Digital” – disponível para download em aparelhos que usam os sistemas operacionais Android e iOS.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Seguro desemprego: em cenário de crise mais de 500 mil solicitam auxílio

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA