Bolsonaro faz revelação sobre ampliação do auxílio emergencial

A medida provisória do auxílio emergencial liberada neste mês pelo governo federal, fez com que milhares de brasileiros solicitassem o acesso ao benefício de R$ 600 durante a pandemia do novo coronavírus. Mesmo com um número grande de trabalhadores informais já beneficiados, ainda é necessário ficar atento porque o Senado Federal aprovou medida que visa ampliar este número e incluir novos perfis.

URGENTE! Ampliação do auxílio emergencial naõ está garantido, segundo Bolsonaro (Reprodução/Internet)
URGENTE! Ampliação do auxílio emergencial naõ está garantido, segundo Bolsonaro (Reprodução/Internet)

A medida que traz um novo grupo como beneficiado já foi aprovada entre deputados e senadores, e agora, aguarda sanção presidencial. No entanto, Bolsonaro destaca que poderá ser “convencido” sobre isso, se houver recursos, para que possa aprovar esta possível ampliação. A declaração foi dada nesta segunda-feira (27) em entrevista coletiva.

A medida que visa ampliação foi aprovada pelo Senado na semana passada, no qual aumenta as categorias que recebem o benefício. Com isto, passariam a receber também mães adolescentes – sem necessidade de completar 18 anos – e pais solteiros.

Cabe unicamente ao presidente aprovar ou não o texto. Seja com parcialidades, ou simplesmente excluindo as alterações. De acordo com o análise do cenário, ainda não foi observada nenhuma movimentação em referência direta a proposta de ampliação.

Em entrevista, o presidente é pontual sobre a possibilidade de aumentar a lista de trabalhadores credenciados.

“Não está prevista a ampliação, até porque cada parcela está na casa, um pouco acima, de 30 bilhões de reais“.

O mesmo ainda pontua que “Se houver necessidade, se nos convencerem e tiver recurso para tal, a gente estuda e defere ou não”.

Ressaltamos que, de acordo com o texto aprovado, além da inclusão de mães e pais solteiros – que podem receber até R$ 1,2 mil, ainda há uma extensão para outros profissionais receberem o benefício.

Entre eles estão taxistas e motoristas de aplicativo; pescadores; trabalhadores de artes e da cultura; agentes e guias de turismo; cabeleireiros e manicures e professores contratados que estão sem receber salário, entre outros.

Atualmente, o auxílio emergencial é destinado a um público específico. Preocupação do governo é de que as contas sejam extrapoladas, uma vez que foi identificado um número maior de profissionais durante o cadastro.

A plataforma aberta pelo governo para cadastro registrou mais de 20 milhões de aprovações de profissionais informais que não estavam previstos no recebimento. Com esta medida, mais custos podem ser revertidos ao programa.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Bolsonaro faz revelação sobre ampliação do auxílio emergencial

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA