Auxílio emergencial de R$1,8 mil: saiba melhor forma de usar o dinheiro

O auxílio emergencial do governo de R$600 chegou em um momento de econômica turbulenta devido ao coronavírus. Por isso, ele é tido como uma grande ajuda para os trabalhadores e suas famílias, e desta forma precisa ser usado com consciência, afinal, não sabemos até quando esta crítica situação vai durar. Preparamos algumas dicas para te ajudar a saber a melhor forma de utilizar este dinheiro

Auxílio emergencial de R$1,8 mil: saiba melhor forma de usar o dinheiro
Auxílio emergencial de R$1,8 mil: saiba melhor forma de usar o dinheiro (Foto: Google)

Compra de alimentos

Priorize as compras da semana ou do mês. Uma dica importante é fazer uma lista antes de ir ao supermercado. Quando não listamos nossas necessidades, é mais provável ficarmos dando voltas pelo supermercado e pegando mais coisas do que realmente iremos precisar.

Organização do orçamento com o auxílio emergencial 

Neste momento é preciso ter cautela e organizar os gastos para que sejam realizados de forma consciente. Com as incertezas econômicas diante da pandemia, o orçamento da família pode ficar comprometido nos próximos meses. Por isso, é importante fazer uma lista de prioridades para que sejam considerados somente o essencial neste primeiro momento.

Priorize as contas 

As necessidades básicas não esperam e precisam estar entre as prioridades. Comece separando o dinheiro para pagar as contas de: água, telefone, energia, gás, farmácia, entre outras. Esses serviços são essenciais no dia a dia e precisam de atenção especial.

Evite compras desnecessárias

Compras desnecessárias não acontecem só no supermercado. A dica em tempos de crise é evitar cair nessas tentações, embora haja promoção, alguns itens são supérfluos e podem ser deixados para quando o orçamento estiver mais folgado.

Lembre-se, é tempo de economizar e priorizar o que é mais urgente e importante. Só faça uma compra fora do essencial se tiver certeza que consegue arcar com o pagamento. Não é uma boa neste momento se comprometer com parcelamentos, por exemplo.

Reserva financeira com auxílio financeiro 

Gastar todo o dinheiro que se ganha também não é a melhor escolha, afinal, não sabemos o dia de amanhã e precisamos ter alguma garantia.

Para quem conseguir, é interessante manter uma constância do dinheiro economizado todos os meses, evitando pular um mês ou guardar menos do que havia sido planejado.

E, depois de poupado, é importante que esse dinheiro seja respeitado como a reserva financeira que é. Isso significa que você não pode mexer nele para gastos supérfluos ou compras impulsivas, mas apenas para emergências.

Gostou das dicas? agora aproveite e se programe para usar seu auxílio da melhor forma!

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Auxílio emergencial de R$1,8 mil: saiba melhor forma de usar o dinheiro

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA