Auxílio emergencial negado? Aprenda a fazer novo cadastro e contestar resposta

Ao todo, mais de 25 milhões de brasileiros não foram aprovados para receber o auxílio emergencial de R$600 pago pelo governo para ajudar nesse momento de pandemia causada pelo coronavírus. Apesar disso, esses ainda podem se cadastrar no aplicativo ou no site e solicitar uma nova avaliação.

Auxílio emergencial foi negado? Aprenda a fazer novo cadastro e contestar resposta
Auxílio emergencial foi negado? Aprenda a fazer novo cadastro e contestar resposta (Foto: FDR)

Aqueles que já estão inscritos no CadÚnico e foram reprovados, podem realizar o pedido e após análise, eles poderão receber o benefício.

Isso pois o aplicativo Caixa Auxílio Emergencial passou a disponibilizar a possibilidade de nova solicitação ou contestação do resultado da análise efetuada pela Dataprev. 

Como fazer pedido de avaliação do auxílio emergencial 

Para os inscritos no Cadastro Único:

O resultado da análise feita pelo Dataprev já pode ser consultado por esse grupo. Caso o inscrito tenha sido reprovado, poderá ser realizada uma nova solicitação por meio do aplicativo ou do site.

Para quem se inscreveu pelo aplicativo:

A consulta do resultado da análise ainda não está disponível, mas deve ser liberadas nesta semana.

Possivelmente após o recebimento pela Caixa dos arquivos a serem enviados pela Dataprev com a relação dos não aprovados.

Se o retorno da análise for “dados inconclusivos”, será permitido ao cidadão realizar nova solicitação. Os motivos da inconclusão podem ser:

  • marcação como chefe de família sem indicação de nenhum membro
  • falta de inserção da informação de sexo
  • inserção incorreta de dados de membro da família, tais como CPF e data de nascimento
  • divergência de cadastramento entre membros da mesma família
  • inclusão de alguma pessoa da família com indicativo de óbito

Se o resultado for “benefício não aprovado”, o cidadão poderá contestar o motivo da não aprovação ou realizar nova solicitação.

Parcelas e valores 

O auxílio emergencial será pago em três parcelas de R$ 600 durante o período da pandemia de coronavírus. 

Desde 9 de abril, já foram realizados um total de R$ 16,5 bilhões a 24 milhões de brasileiros, entre trabalhadores informais, autônomos, mães chefes de família e beneficiários do Bolsa Família. As mães e pais chefes de família, vão receber o auxílio no valor de R$1,2 mil.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA