CNH Social: deputado de Rondônia propõem habilitação gratuita no estado

O governo do estado de Rondônia recebeu uma proposta para dar início ao programa CNH Social, de autoria do deputado Ezequiel Neiva (PTB). O projeto foi apresentado na última quinta-feira (16) na Assembleia Legislativa, e deve entrar em votação na próxima semana.

CNH Social: deputado de Rondônia propõem habilitação gratuita no estado
CNH Social: deputado de Rondônia propõem habilitação gratuita no estado (Imagem: Reprodução/Google)

O projeto Habilitação Profissional para o Transporte tem como objetivo ajudar os jovens de baixa renda no mercado de trabalho, por meio do financiamento de um número de CNHs, nas categorias “A” (moto) e “B” (carro de passeio).

Leia também: CNH Social: saiba quem pode se inscrever na seleção do Espírito Santo

O financiamento é feito pelo SEST SENAT, sem custos para os selecionados. Há ainda a oferta de curso de qualificação para os participantes, contribuindo com o aumento da empregabilidade e da renda.

Também é possível solicitar, no programa CNH Social, a mudança de categoria de “B” para “D”.

Em Rondônia, o relator explica que esse benefício será oferecido para pessoas inseridas em famílias com renda per capta inferior a meio salário.

Em entrevista, Neiva enfatizou ainda que o custo da habilitação é alto e acaba superando a renda de milhões que sonham em se habilitar.

“Para as classes mais pobres a habilitação representa uma oportunidade a mais de trabalho, uma forma de exercer atividade econômica”, disse o deputado. 

De acordo com o relator, ao menos quatro estados: Amazonas, Bahia, Ceará e Paraíba, já implantaram o projeto CNH Social.

Porém, o deputado observou que por conta da pandemia do novo Coronavírus, se for aprovado, o projeto será colocado em prática a partir do próximo ano.

E de forma que não comprometa o orçamento do Estado em 2020, diante de ações de combate à propagação do Coronavírus

Inscrições na CNH Social

Uma das regras para se candidatar é ter cursado o Ensino Médio em escola pública, incluindo os moradores da área urbana e rural.

Leia também: App SUS traz todas as informações que você precisa sobre o coronavírus

É preciso estar inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico), ter mais de 18 anos, saber ler e escrever e não ter sido beneficiado por um programa similar a esse.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA