Cesta-básica, álcool gel, máscara: Para fazer doações, estas são as formas seguras

Muitas empresas estão se mobilizando para ajudar no combate ao coronavírus, seja com doações de valores financeiros, pela doação de itens como álcool em gel e máscaras, ou pela prestação de serviços como o conserto de ventiladores mecânicos. 

Veja formas seguras de fazer doações para combate à crise
Veja formas seguras de fazer doações para combate à crise (Imagem: Reprodução/Google)

Apesar da boa intenção de ajudar, é necessário tomar cuidados para que essas doações sejam realizadas de forma segura. 

Leia também: Itaú destina R$1 bilhão em combate ao Covid-19; saiba como dinheiro será usado

Os especialistas recomendam que as doações tenham um registro contábil para que possam ser incluídas em demonstrações financeiras dos negócios. 

É necessário também monitorar as doações para verificar se foram entregues ao destinatário final, e se não houve desvio ético no caminho. 

O professor de Direito Administrativo da UFRJ e advogado do escritório Barbosa, Raimundo, Gontijo e Câmara Advogados, Bernardo Pedrete, comentou que quem quer realizar doações deve observar as normas para realiza-lá.

“A observância das normas de compliance em doações se traduz em segurança jurídica e no atingimento dos fins públicos colocados. Isso é bom para as empresas, porque elas cumprem com a sua função social, e é bom para a sociedade, porque há um reforço no combate a essa calamidade pública”, afirma.

Cuidados ao fazer doações a instituições privadas ou do terceiro setor

Verifique as regras da empresa quanto a esse tipo de recebimento: Se a empresa não tiver uma regra, não faça a ajuda. A maior parte das empresas não têm essas regras.

Conferência de dados: Pedrete recomenda a checagem das informações da instituição com dados públicos disponíveis, principalmente, se tem fins institucionais.

Evitar situações de conflito de interesses: os gestores devem se preocupar se a doação pode favorecer algum indivíduo dentro da empresa. 

Formalizar o ato: Dependendo do tipo de organização e da quantia doada, basta elaborar um termo simplificado.

Registrar o ato na contabilidade e informar à Receita Federal: Caso a empresa queira adquirir produtos para depois doá-los, o processo é semelhante.

A aquisição deve ser justificada, pois aquela seria uma compra atípica, para que acionistas entendam que aquela compra foi validada pelo conselho da empresa.

Leia também: Vale a pena pausar o financiamento do imóvel? Veja o que acontece com o valor da dívida

Monitorar a destinação dos recursos: Faça o monitoramento da destinação do recurso, isto é, se ela foi realizada ou não.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA