INSS vai aumentar grupo beneficiado com antecipação do auxílio doença

Os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebiam o auxílio-doença, mas não conseguiram renovar o pagamento, terão direito ao benefício automaticamente. Os beneficiários solicitaram essa prorrogação do pagamento, e estavam aguardando para fazer a perícia médica quando as agências do instituto foram fechadas por conta da pandemia causada pelo coronavírus.

INSS deve aumentar público beneficiado com antecipação do auxílio doença
INSS deve aumentar público beneficiado com antecipação do auxílio doença (Imagem:Montagem/FDR)

“Quem já fez o pedido de prorrogação e tinha a perícia agendada não precisa se preocupar, pois terá seu benefício prorrogado automaticamente. Porém, destacamos que os benefícios serão renovados até que o atendimento presencial da perícia médica federal volte”, informou o instituto.

Leia também: Gasolina diminuí valor, mas consumidor não sente diferença

Inicialmente, as agências do INSS ficarão fechadas até o dia 30 de abril. Mas, pode haver extensão desse período caso a situação de pandemia perdure. 

Se ocorrer, o trabalhador tem um agendamento a partir de maio e as agências continuarem fechadas, o INSS diz que a prorrogação também será realizada de forma automática. 

Os casos em que os trabalhadores já tiveram o seu auxílio cortado nesse período de pandemia, o INSS informou que o benefício será reativado automaticamente. 

“As reativações acontecem na folha de pagamento mensal, na competência seguinte da cessação. O valor é o mesmo pago antes da interrupção, considerando o período de 30 dias da data de cessação.”.

Novos pedidos no INSS com atestado

Durante esse período da quarentena, o INSS passou a permitir que os trabalhadores que precisam do auxílio-doença anexem um atestado médico no momento de fazer a solicitação do benefício pelo site ou aplicativo Meu INSS. Isso vale para os novos pedidos.

Um perito vai avaliar o documento e se estiver dentro das regras que foram estabelecidas pelo INSS, vai liberar o benefício no valor de R$1.045.

De acordo com o Instituto, o valor será pago a título de antecipação “As perícias presenciais serão feitas posteriormente, caso seja necessário, tão logo seja autorizado o trabalho presencial da perícia médica federal e a volta do funcionamento das agências”.

O INSS disse que os primeiros segurados que já enviaram o atestado devem receber a antecipação neste mês, depois da verificação de conformidade do atestado. Mais de 150 mil segurados já anexaram o atestado médico. 

Leia também: Poupança será confiscada durante a crise? Veja se é mito ou verdade

Aqueles que tiverem direito a um benefício maior terão a diferença paga após a perícia médica presencial. O valor da diferença será paga retroativamente à data de entrada do requerimento.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA