Beneficiários do seguro desemprego receberão auxílio de R$600 NESTAS condições

Nova oportunidade de saque para os brasileiros. Nessa semana, o Ministério da Cidadania informou ao portal Metropoles que os trabalhadores que estão recebendo o seguro-desemprego poderão ter acesso aos R$ 600 do auxílio emergencial. De acordo com a reportagem, a liberação será cedida mediante condições especiais, explicitadas no texto abaixo.

Beneficiário do seguro desemprego receberão auxílio de R$600 NESTAS condições
Beneficiários do seguro desemprego receberão auxílio de R$600 NESTAS condições (Imagem: Montagem/FDR)

Inicialmente, o texto da medida provisória que autoriza o pagamento do auxílio emergencial, afirmava que a classe que estivesse recebendo demais benefícios assistenciais como o abono salarial, INSS ou seguro-desemprego não poderia ser contemplada com o pagamento. No entanto, após uma série de contestações, o governo federal modificou a proposta.

Leia também: Auxílio emergencial: veja quantas pessoas já conseguiram receber os R$600

A partir de agora, terá direito aos R$ 600 aqueles que estiverem com o recebimento do seguro-desemprego já em andamento. Isso significa que, por exemplo, o trabalhador que recebeu a última parcela do benefício em abril, poderá ter acesso ao auxílio emergencial nos meses de maio e junho.

Permanece proibido o acúmulo de dois pagamentos assistenciais simultaneamente, ou seja, ao mesmo tempo. Isso significa que o cidadão não pode receber no mesmo mês a sua parcela do seguro desemprego mais os R$600 do coronavoucher.

Como ter acesso ao pagamento

Para poder solicitar, os brasileiros deverão estar devidamente registrados no cadastro único ou cumprir uma das exigências da proposta, sendo considerados: autônomos, microempresários ou desempregados.

Para fazer sua inscrição, assim que finalizar o pagamento da última parcela do seguro, o interessado deve baixar o aplicativo “Auxílio Emergencial – Caixa”, ou acessar o site do programa.

Nos dois portais será preciso criar um login com dados pessoais e informar qual conta bancária gostaria de receber o benefício. O sistema vai analisar o pedido e se aprovado, vai depositar o valor conforme calendário.

Por enquanto, os R$ 600 vem sendo liberados para os correntistas da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil. O calendário seguirá ao longo dessa semana e contemplará por último os beneficiários do Bolsa Família.

Leia também: Auxílio doença concede R$1.045 para trabalhadores que cumprirem ESTAS regras

Sobre o seguro-desemprego

Esse ano, o valor do benefício está entre R$ 1.045 e R$ 1.813,03. Sua liberação ocorre para aqueles que foram demitidos sem justa causa ou então estão sendo afastados e com suas cargas horárias reduzidas por causa do Covid-19.

Nesses dois últimos casos, o custeio passou a ser de responsabilidade do governo federal, que irá ofertar as parcelas pelos próximos três meses.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA