Como se tornar um parceiro da Magazine Luiza e vender on-line

Parceria entre pequenas e grandes empresas. Na última semana, a Magazine Luiza anunciou uma plataforma digital para auxiliar na venda de microempresários durante o período do Covid-19. Intitulada de Parceiro Magalu, o portal possibilita que pequenos vendedores possam anunciar seus produtos na multinacional, que custeará o valor total do frete para os possíveis clientes. A ação já está em validação e os cadastros são inteiramente gratuitos.

Como se tornar um parceiro da Magazine Luiza e vender on-line (Imagem: Reprodução - Google)
Como se tornar um parceiro da Magazine Luiza e vender on-line (Imagem: Reprodução – Google)

Como criar sua loja online no Parceiro Magalu:

Primeiro passo: Antes de mais nada, é preciso que o microempreendedor acesse o site do Parceiro Magalu. No portal, ele deverá selecionar a opção “Saiba mais”, presente logo abaixo da aba “Sou um varejista com loja física e quero vender mais”.

Leia também: Oportunidade para MEI: Magazine Luiza cria plataforma de venda para pequenas empresas

Segundo passo: Na sequência, será necessário clicar na função “Cadastre Agora” e forneça os dados solicitados no formulário. Inicialmente é preciso enviar: nome, sobrenome, e-mail válido, telefone celular e senha.

Terceiro passo: Depois, insira o número do seu CNPJ e sua razão social. Clique em continuar e aguarde que o site preencherá automaticamente os dados que ficaram em aberto. Por fim, informe o número de telefone para contato.

Quarto passo: Com o registro feito, basta subir os produtos na plataforma. É preciso enviar fotos, valores, medidas e demais informações para que os clientes tenham acesso a todos os dados antes de validar suas compras.

Sobre o projeto do Magazine Luiza

De acordo com a marca, a proposta já estava sendo debatida há um tempo, mas foi antecipada mediante a atual crise econômica. A ideia da ação é possibilitar a união e fomento para pequenos produtores, de modo que estes passem a ter mais espaços no mercado.

Leia também: Caixa finaliza pagamento do auxílio emergencial dia 14; veja cronograma!

O serviço está disponível para os microempreendedores que estejam registrados no Simples Nacional e terá um custo de 3,99% nas notas fiscais, com validade até o dia 31 de julho.

Podem participar aqueles que tenham um faturamento anual de até R$ 5 milhões por ano, que contará com uma cobrança de comissão que irá variar entre 1% e 12% a depender da renda total obtida.

Os valores enviados para a Magalu, serão repassados para as contas dos cadastrados dentro de um prazo de até 34 dias, com uma quantia mínima de R$ 50.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA