Como pedir auxílio doença durante a quarentena? Veja passo a passo AQUI!

Durante o período em que o país enfrenta a pandemia do novo coronavírus, diversas empresas estão fechando as portas e serviços de atendimento ao público também ficam suspensos. Nas agências Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) o cenário se repete. Desde a suspensão dos atendimentos presenciais, os trabalhadores estão contando com novas regras para a solicitação do auxílio-doença, e, muitas vezes, encontrando dificuldades para realização

Como pedir auxílio doença durante a quarentena? Veja passo a passo AQUI! (Reprodução/Internet)
Como pedir auxílio doença durante a quarentena? Veja passo a passo AQUI! (Reprodução/Internet)

A situação está complicada devido aos critérios definidos pelo governo federal para a concessão deste benefício, além do BPC, que também enfrentas o mesmo problema: a perícia média presencial.

Leia Também: Meu INSS atualiza simulador de aposentadoria com novas regras da Previdência

O procedimento sempre foi realizado de forma presencial, com o contribuinte e o médico do trabalho realizando as análises de atestados. Mas, com a pandemia, a situação mudou. De acordo com reportagem do Gazeta, os peritos continuam a trabalhar com as demandas internas, mas sem atender aos segurados, analisando outros benefícios.

Para contornar a situação no qual milhares de trabalhadores esperam a concessão do benefício de auxílio-doença, garantido por lei, o governo federal divulgou que iria criar uma solução: a perícia INSS pela internet.

Através do Meu INSS, portal de gerenciamento de benefícios, os trabalhadores iriam enviar a documentação comprobatória da incapacidade, como os atestados médicos de forma digital pelo sistema. Mas, a ideia ainda não saiu do papel e a fila está sendo ampliada.

A situação pode parecer um pouco mais esperançosa para aqueles que já tem perícia agendada com o INSS. De acordo com o Instituto, este perfil de contribuinte deverá enviar o atestado médio pelo Meu INSS.

Ainda segundo o órgão, em breve será enviado e aprovado um projeto de lei que irá garantir que demais beneficiários façam o mesmo procedimento através da internet. “Não haverá nenhum prejuízo para os segurados que tinham perícia presencial agendada”, complementa.

Leia Também: ESTAS são as ações em alta para se investir nesse mês

Em relação aos esforços atuais do INSS, Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, destaca que a perícia médica está trabalhando nos requerimentos de aposentadoria especial.

Além disto, estão focados para visualização da avaliação de processos do Conselho de Recursos da Previdência Social (CRPS) e outras atividades que não dependam do atendimento presencial, a fim de acelerar a análise dos requerimentos.

Assim que o sistema for liberado para acesso e envio, os beneficiários devem ficar atentos aos procedimentos que devem ser realizados para a comprovação da documentação de forma virtual.

A medida deve se estender do auxílio-doença para o BPC. O beneficiário irá acessar o Meu INSS, através do site ou aplicativo disponível para os sistemas Android ou iOS, e, com o sistema atualizado, realizar o upload do atestado médico.

Em seguida, a perícia médica irá realizar as análises. Segundo o INSS, a decisão acelerará o processo de análise e evitará que milhares de pessoas se desloquem para uma agência. Medida também é válida para os beneficiários que tiveram/tem Covid-19, sendo assim, não tendo a necessidade da presença física nas agências.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA