Auxílio doença do INSS erra na atualização da perícia e usuários são prejudicados

O atendimento nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está suspenso por conta da pandemia do novo coronavírus. Por conta disso, muitos trabalhadores estão com dificuldades para obter o auxílio-doença.

Auxílio doença do INSS erra na atualização da perícia e usuários são prejudicados
Auxílio doença do INSS erra na atualização da perícia e usuários são prejudicados (Imagem:Montagem/FDR)

Antes já demorava para ter a concessão de benefícios como aposentadorias e pensão no órgão, isso por conta da fila que foi formada. Após o fechamento das unidades do INSS programado para até o dia 30 de abril o problema aumentou.

 Leia Também: Meu INSS atualiza simulador de aposentadoria com novas regras da Previdência

Isso ocorreu, pois para solicitar o auxílio-doença e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), é preciso realizar uma perícia médica, que sempre foi feita presencialmente com das condições informadas no atestado. 

Os peritos estão fazendo trabalhos de demanda interna, como a análise de outros benefícios, mas não estão atendendo aos segurados. 

O governo prometeu elaborar uma solução para isso, uma perícia virtual em que o trabalhador realizará o envio do seu atestado médico digitalmente através do portal Meu INSS, mesmo sistema pelo qual é possível solicitar a aposentadoria.

Mas essa ideia do governo não entrou em vigor até hojeSendo assim, a fila dos benefícios tende a crescer ainda mais, já que para a perícia digital valer é necessário que seja aprovado um projeto de lei, que nem sequer foi apresentado ainda. 

Porém, neste tempo aqueles que já possuíam perícia marcada e aqueles que precisaram pedir o auxílio precisam esperar. 

Segundo o INSS, quem já tinha perícia agendada “deverá enviar o atestado médico pelo Meu INSS,que em breve será disponibilizada tão logo seja votado o PL [projeto de lei]”. O instituto afirmou ainda que “não haverá nenhum prejuízo para os segurados que tinham perícia presencial agendada”.

Como funciona a perícia digital

Aqueles que solicitarem auxílio-doença e BPC, que é pago para pessoas com deficiência, devem enviar o seu atestado médico no aplicativo Meu INSS, isso vai acelerar o processo de análise e evitará que as pessoas se desloquem para uma agência. 

Leia Também: Covid-19: 2 milhões de requerimentos pedem suspensão de dívidas em bancos

Depois do upload do atestado, o documento vai passar por uma análise. De acordo com o INSS, essa medida vai acelerar o processo de análise.

Auxílio doença de R$1.045

Foi publicado hoje (7) um decreto do INSS para amparar os segurados que estão na fila para receber o auxílio doença. Todos eles receberão R$1.045 imediatos, até que as perícias voltem a funcionar com o fim da pandemia do coronavírus.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA