Caixa revela lançamento de App para solicitar auxílio emergencial

O tão aguardado voucher de auxílio do governo está chegando. O apelidado “coronavoucher ganha amanhã (7) através da Caixa Econômica, um novo aplicativo que será usado para o cadastramento das pessoas que receberão o auxílio de R$600 ou R$1.200 para mulheres responsáveis por toda renda da família.

Atenção! Caixa lança App para solicitar auxílio emergencial amanhã (7)
Atenção! Caixa lança App para solicitar auxílio emergencial amanhã (7) (Foto: Google)

Também está sendo analisado pela Câmara dos Deputados, um texto que pretende incluir no auxílio dobrado (R$1.200) pais sozinhos e mães adolescentes.

Leia Mais: Bolsa Família de R$600: veja quem recebe, quando começa e onde sacar

Além do aplicativo, a Caixa colocará no ar um site na internet e uma central de atendimento por telefone para que as pessoas possam tirar suas dúvidas e também realizar o cadastro.

A avaliação que aprovará ou não o recebimento do auxílio, será feito pelo próprio sistema do aplicativo. São cerca de dez requisitos exigidos pela lei para a aprovação do “coronavoucher”.

O pagamento pode começar em até 48 horas após o recebimento dos dados do beneficiário, porém, o presidente da Caixa não deu um prazo concreto. Pessoas que não possuírem conta em banco, poderão sacar o beneficio nas casas lotéricas.

Outro aplicativo que será exclusivo para o pagamento do auxílio será lançado, disse Pedro Guimarães, presidente da Caixa. O depósito vai acontecer em conta poupança digital, autorizadas pelo Conselho Monetário Nacional, e o dinheiro pode ser transferido para qualquer conta bancária sem nenhuma cobrança de encargos.

Após a Caixa ter a dimensão do número de beneficiários aprovados para receber o benefício, o calendário de pagamentos será divulgado. A previsão para esta divulgação é semana que vem.

Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania, disse que que só precisarão se inscrever no aplicativo:

  • Microempreendedores individuais (MEI);
  • Trabalhadores que contribuem com a Previdência Social como autônomos;
  • Trabalhadores informais que não estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Se o trabalhador estiver inscrito no cadastro único, no momento que ele digitar seu CPF, já será avisado pelo aplicativo sobre seu registro.

Leia Mais: Agências do INSS paralisadas! Conheça canais de atendimento durante a quarentena

Para pessoas que recebem o auxílio do Bolsa Família, não será necessário baixar o aplicativo. Lorenzoni diz que estas pessoas já constam na base de dados e vão poder escolher entre os dias 16 e 30 de abril se preferem receber o valor do Bolsa Família ou o voucher emergencial. As famílias poderão escolher a opção mais vantajosa.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA