Durante quarentena INSS paralisa agências e divulga novas formas de atendimento

A principal recomendação para evitar a contaminação de mais pessoas pelo novo coronavírus, é evitar aglomerações. Por conta disso, as agências do INSS estão temporariamente fechadas em todo o Brasil, e para que os beneficiários possam resolver e encontrar informações sobre os serviços do instituto, o Meu INSS é a ferramenta ideal para isso.

Agências do INSS paralisadas! Conheça canais de atendimento durante a quarentena
Agências do INSS paralisadas! Conheça canais de atendimento durante a quarentena (Foto: Google)

Além do aplicativo disponível para Android e IOS, o INSS está a disposição para atender pelo telefone e site.

Leia Mais: Contratados do Verde e Amarelo receberão 2% de INSS com nova proposta

Entre os serviços que podem ser revolvidos de casa estão os relacionados a aposentadoria, pensão por morte, salário maternidade, entre outros.

Tanto no aplicativo quanto quanto no site Meu INSS, os beneficiários podem formular pedidos, consultar e também acompanhar o andamento de processos.

Outras facilidades encontradas no aplicativo são a simulação da aposentadoria, envio de documentação, consulta de vínculos trabalhistas e extratos de recolhimento. O calendário de pagamento dos benefícios também está disponível.

Para baixar o aplicativo, vá na loja de aplicativos de seu celular e procure por Meu INSS. Após o download, faça o cadastro com as informações pedidas ou vá para o login se já for registrado.

Se o segurado encontrar alguma dificuldade para cadastrar a senha no aplicativo, o vídeo disponível no site do próprio INSS ensina passo a passo para fazer o cadastro. No portal também é possível encontrar uma lista de perguntas e respostas sobre o assunto.

Para quem preferir o atendimento via telefone, basta ligar para o número 135. O horário de funcionamento da central é de segunda a sábado das 7:00 as 22:00

Leia Mais: Declaração do IRPF 2020: contribuintes ganham mais tempo para entregar

O INSS está colocando em prática várias medidas para se evitar a proliferação do coronavírus. Uma delas é o adiamento por 120 dias do cronograma de bloqueios de pagamentos e suspensão do BPC como forma de evitar deslocamentos de pessoas que fazem parte do grupo de risco do novo coronavírus como por exemplo, os idosos.

Também ficou suspenso por 120 dias a realização da prova de vida, processo responsável por identificar a vitalidade dos aposentados e pensionistas que recebem os salários.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA