Covid-19: auxílio de R$55 vai substituir merenda escolar durante quarentena de SP

A pandemia do Covid-19 causou a suspensão das aulas em todo estado de São Paulo. Com isso, muitos alunos que dependem da merenda servida pelas escolas ficou sem as refeições. Para contornar esta difícil situação, o prefeito João Dória criou uma nova medida que visa repassar R$55 para a alimentação destes alunos durante a quarentena.

Covid-19: auxílio de R$55 vai substituir merenda escolar durante quarentena de SP
Covid-19: auxílio de R$55 vai substituir merenda escolar durante quarentena de SP (Foto: Google)

São cerca de 700 mil alunos na rede pública que receberão ajuda de R$55 reais destinadas a alimentação das famílias. O investimento na medida será de 40,5 milhões de reais por mês e começa a ser pago no início de abril. Dória anunciou a medida na última semana em uma entrevista coletiva.

Leia Mais: Governo libera R$600 para quem aguarda na fila do BPC! Veja como receber

Receberão o pagamento os estudantes de famílias que vivem em extrema pobreza. “O objetivo é que as famílias mais carentes tenham acesso à alimentação de seus filhos no período em que a merenda escolar estará suspensa”, explicou Doria.

Rossieli Soares, Secretário de Estado Da Educação afirma que “além de um direito, a merenda escolar é uma garantia de capacidade para o pleno desenvolvimento dos estudantes”.

Para identificar os alunos que necessitam desta ajuda será efetuado um cruzamento dos dados entre as bases da Secretaria de Estado da Educação e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social.

A Secretaria de Estado da Educação, em parceria com a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), avalia uma alternativa de aproveitar os alimentos perecíveis para a merenda que se encontram estocados nas escolas.

Leia Mais: IPTU Recife de 2021 abre pagamento com desconto no próximo mês

No Brasil, há 4.579 casos confirmados e 159 óbitos do Covid-19. O estado de São Paulo é o que atualmente está mais atingido pela doença.

A fim de diminuir a proliferação da doença, o governador decretou quarentena entre a população. Com isso, todos são convidados a permanecer em casa para evitar a aglomeração de pessoas e o contato físico.

Por consequência, pelo menos 700 mil alunos da rede pública estão deixando de se alimentar nas escolas. Muitas vezes a merenda é a principal refeição que a criança ou o jovem faz durante o dia.

Além dessa alternativa, Doria também incluiu no Bom Prato as refeições do café de manhã à R$0,50 e jantar à R$1. Os restaurantes funcionarão aos sábados e domingos, para que ninguém fique sem se alimentar.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA