Crédito financeiro dedicado ao MEI sobe para R$650 milhões em SP

O governo do Estado de São Paulo informou que vai aumentar, pela terceira vez, o valor do crédito financeiro destinado às microempresas que são responsáveis por empregar mais da metade dos trabalhadores paulista.

Crédito financeiro dedicado ao MEI sobe para R$650 milhões em SP
Crédito financeiro dedicado ao MEI sobe para R$650 milhões em SP (Imagem:Montagem/FDR)

O governador João Dória (PSDB) anunciou que o acréscimo será de mais de R$150 milhões, isso vai elevar o montante que será disponibilizado para o microempreendedor para R$650 milhões.

Leia Também: MEI e pequenas empresas recebem incentivo público e privado! Confira pacote de ações

O último anúncio de aumento foi realizado pelo governo de São Paulo, no dia 22 de março, quando aumentou em R$275 milhões o crédito à economia do estado.

De acordo com o governador, os valores estarão disponíveis para a retirada através do Banco do Povo, a partir da próxima segunda-feira (6).

Foi anunciado ainda que o estado concedeu um prazo maior para os pagamentos dos empréstimos, passando de 24 para 36 meses, com um período de carência de 90 dias e prazo de pagamento das parcelas vigentes de 30 para 60 dias.

Além disso, Doria disse que os pedidos de concessão de crédito financeiro sem avalista passarão a custar R$3 mil.

A secretaria do desenvolvimento econômico do Estado, Patrícia Ellen, afirmou que as linhas de crédito serão de até R$50 mil.

Conforme a secretaria, R$50 milhões do novo montante será disponibilizado junto ao Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com R$15 milhões sob taxa de juros zero e o restante sob taxa de 0,35%.

Sebrae

O Sebrae vai encaminhar 50% de sua arrecadação nos próximos meses para que o crédito aos pequenos negócios brasileiros seja ampliado durante o período dessa crise causada pela pandemia de coronavírus. 

Isso deve permitir a concessão de aproximadamente R$12 bilhões de reais em crédito financeiro para micro e pequenos negócios. Os recursos vão para o Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (Fampe). 

O fundo viabiliza garantias para que essas empresas possam cumprir as exigências das instituições financeiras para poder obter o crédito. Atualmente, o fundo conta com aproximadamente R$470 milhões em recursos disponíveis e a partir de agora, o dinheiro será de mais de R$500 milhões. 

Leia Também: Inscrições Jovem Aprendiz Correios abrem 4,5 mil vagas

Além disso, o Sebrae vai acompanhar os donos de pequenos negócios na realização das negociações com os bancos, dando assistência para mitigar o risco das instituições financeiras.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA