Saque aniversário FGTS: veja o calendário, valor, como receber e se vale a pena aderir

PONTOS CHAVES

  • Fim da adesão ao saque-aniversário para os nascidos em março
  • Quem optar por essa modalidade pode realizar retiradas anuais
  • O direito que permanece é a multa rescisória de 40%
  • Para aderir o saque pelo canais digitais

Nesta terça-feira (31), termina o prazo para os trabalhadores nascidos em março aderirem ao saque aniversário FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), isso se o trabalhador desejar ter acesso a parte do seu saldo ainda este ano de 2020.

Saque aniversário FGTS: veja o calendário, valor, como receber e se vale a pena aderir
Saque aniversário FGTS: veja o calendário, valor, como receber e se vale a pena aderir (Imagem:Montagem/FDR)

Essa modalidade permite que o trabalhador retira uma parte do dinheiro das suas contas do FGTS todo ano. Essa migração ao saque-aniversário é opcional e deve ser informada à Caixa Econômica Federal.

Leia também: FGTS pode ganhar nova modalidade para conter coronavírus

Aquele trabalhador que nasceu em março e fizer a mudança para a modalidade depois do último dia do mês no caso terça-feira (31), só irá receber as parcelas a partir do próximo ano, 2021. 

O prazo para aderir esse saque e ter acesso ao dinheiro ainda neste ano, termina sempre no último dia útil do mês de nascimento do trabalhador. 

 Calendário especial do saque-aniversário FGTS em 2020

Mês de aniversário Mês de saque
Janeiro Abril a Junho de 2020
Fevereiro Abril a Junho de 2020
Março Maio a Julho de 2020
Abril Maio a Julho de 2020
Maio Junho a Agosto de 2020
Junho Junho a Agosto de 2020
Julho Julho a Setembro de 2020
Agosto Agosto a Outubro de 2020
Setembro Setembro a Novembro de 2020
Outubro Outubro a Dezembro de 2020
Novembro Novembro a Janeiro de 2021
Dezembro Dezembro a Fevereiro de 2021

 

Caso o trabalhador não retire o dinheiro dentro do prazo, ele volta para o fundo. A partir do próximo ano, o saque ficará disponível por três meses. 

É importante lembrar que, ao escolher o saque-aniversário, a pessoa perde a possibilidade de sacar o valor integral dos depósitos se for demitido. 

O que permanece é a multa rescisória de 40% sobre todos os valores depositados pelo último empregador para casos de desligamento sem justa causa. Em qualquer uma das modalidades de saque, o trabalhador continua a receber a multa.

A mudança de modalidade de saque também não altera a possibilidade de acesso ao saldo que sobrou do FGTS para comprar a casa própria, em caso de aposentadoria ou doença grave.

Aquele que preferir o modelo tradicional de acesso ao FGTS, chamado agora de saque-rescisão e quiser sacar o saldo integral em caso de demissão, não precisa fazer nada.

Se o trabalhador optar pelo saque-aniversário e depois quiser voltar para o antigo saque terá que esperar 24 meses para a mudança.

Como aderir

Aqueles que desejarem aderir a modalidade devem realizá-lo pelo aplicativo do FGTS ou pelo site: fgts.caixa.gov.br

Em ambos é só procurar por “Meu FGTS”, em seguida acessar a aba “Saque-Aniversário”. Você deve então ler e concordar com os termos e condições e clicar em “Aderir ao saque aniversário”.

Tomando como base o seu atual saldo, o sistema da Caixa Econômica permite que você faça uma simulação de quanto irá receber pelo saque-aniversário FGTS em 2020.

Valor disponível para recebimento

O valor a ser retirado todo ano depende do saldo somado de suas contas no fundo de garantia, no caso daqueles que possuem mais de uma. São sete faixas de pagamento.

Para os trabalhadores que possuem saldo acima de R$ 500 é acrescentada uma parcela adicional fixa em reais, além de um percentual do fundo, confira a tabela.

Valor do saldo (em R$) % do saldo que pode ser sacado Parcela adicional fixa Saque total no piso da faixa Saque total no topo da faixa
Até R$ 500 50% 0 —– R$ 250
De R$ 500,01 a R$ 1.000 40% R$ 50 R$ 250 R$ 450
De R$ 1.000,01 a R$ 5.000 30% R$ 150 R$ 450 R$ 1.650
De R$ 5.000,01 a R$ 10.000 20% R$ 650 R$ 1.650 R$ 2.650
De R$ 10.000,01 a R$ 15.000 15% R$ 1.150 R$ 2.650 R$ 3.400
De R$ 15.000,01 a R$ 20.000 10% R$ 1.900 R$ 3.400 R$ 3.900
Acima de R$ 20.000,01 5% R$ 2.900 R$ 3.900 ilimitado

 

Então, por exemplo, uma pessoa que somou R$3.600 em sua conta do fundo de garantia vai receber R$1.230. Já que os 3.600 serão multiplicados pela alíquota de 30%, e ainda vão ser somados o adicional de 150 reais.

Vale a pena aderir ao saque aniversário FGTS?

Escolher entre o saque-aniversário e o saque-rescisão não é fácil. Uma das principais desvantagem de deixar o dinheiro no FGTS é que o rendimento garantido é baixo, de 3% ao ano mais TR (Taxa Referencial), que hoje está zerada.

Porém, o trabalhador deve considerar outros aspectos antes de decidir. Isso envolve a situação financeira da pessoa, a importância que o saque integral do fundo pode ter em caso de desemprego.

Se o trabalhador não tiver uma reserva de dinheiro, é uma boa opção colocar o saldo em uma conta para render.

Já aqueles que estão com dívidas, precisam analisar se o dinheiro do fundo irá quitar todo o débito. Se for possível, o ideal é sacar e pagar por conta dos juros.

Caso o trabalhador queira investir em aposentadoria o ideal é sacar e realizar essa aplicação. 

Há alguns financiamentos de imóveis que estão possibilitando aos trabalhadores dar entrada em sua casa própria com o dinheiro do fundo, é recomendado que o trabalhador utilize, assim ele poderá diminuir as prestações de financiamento. Neste caso o dinheiro pode ser sacado para quitar as prestações também. 

Leia também: IR 2020: deputados enviam proposta para prorrogar prazo da declaração

Os trabalhadores que podem não estão seguros no emprego ou que ficaram desempregados, mas recebem o seguro desemprego é aconselhável deixar o dinheiro rendendo e sacar apenas quando necessário.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA