Sesc e Senac enviam plano de R$1 bilhão ao governo para combater crise

Neste domingo (22), a Confederação Nacional de Bens de Comércio, Serviços e Turismo, enviou para o Presidente da República, Jair Bolsonaro, um plano de ação do Sesc e Senac, no valor de R$1 bilhão de reais para a conscientização no combate ao coronavírus e à prestação de serviços nos próximos três meses.

Sesc e Senac enviam plano de R$1 bilhão ao governo para combate a crise
Sesc e Senac enviam plano de R$1 bilhão ao governo para combate a crise (Imagem:Montagem/FDR)

Sendo assim, as instituições do Sesc e Senac que se localizam em diversos municípios carentes serão utilizadaa para reduzir os impactos da pandemia. 

Leia também: Pagamento do MEI em Abril será prorrogado em nova decisão

A proposta também foi enviada para os ministros da Economia, Paulo Guedes e da Saúde, Luiz Mandetta; ao presidente do Senado Federal, David Alcolumbre e ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. 

A ideia é que as ações sugeridas sejam implementadas em substituição ao corte de 50%, por três meses, nas contribuições ao sistema S. De acordo com o que foi definido em plano emergencial divulgado pelo governo no início desta semana, cujo o efeito financeiro equivale a R$1 bilhão. 

Em entrevista, o presidente da CNC, José Roberto Tadros comentou sobre essa decisão. 

“A Confederação, através do Sesc e do Senac, está preparada para ajudar o governo na conscientização para reduzir os impactos do coronavírus na sociedade brasileira, assim como no combate à epidemia. Temos estrutura, capilaridade e pessoal, assim como canais de comunicação já abertos com as comunidades. Nossas propostas poderão ser, inclusive, adaptadas a mudanças que venham a ser sugeridas pelo Ministério da Saúde”.

Esse plano deve ser executado no meses de abril, maio e junho pelo Sistema do Comércio, que visa mobilizar e disseminar o conhecimento, aperfeiçoamento de competências dos profissionais da área de saúde que atuarão no contexto da pandemia, além de apoio e instrumentalização à política pública de combate ao vírus e de segurança alimentar.

Hoje, o Sesc e Senac estão presentes em mais de 2.400 municípios, prestando atendimentos nas áreas de educação, saúde, lazer, cultura, assistência, programa de distribuição de alimentos. Chegando onde muitas vezes o poder público não consegue alcançar.

Leia também: Governo Bolsonaro lança MP que suspende trabalho e remuneração por 4 meses

A proposta do governo de suspender o pagamento do sistema S como benefício para o empresariado, em nada irá amenizar os impactos da crise, defendem os representantes da organização.

A justificativa é que para as empresas contribuintes (cerca de 600 mil de médio e grande portes), a economia média mensal será em torno de 350 reais por empresa, não representando, assim, uma retorno expressivo que justifique a desconstrução do sistema.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA