Prorrogação de dívidas: saiba como pedir seu direito nos grandes bancos

Está com dividas nos bancos? Pois saiba que pessoas físicas, micro e pequenas empresas, podem pedir uma prorrogação de dívidas com prazo de até 60 dias da data de vencimento de suas contas. Esta renegociação foi autorizada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) na ultima segunda-feira (16).

Prorrogação de dívidas: saiba como pedir seu direito nos grandes bancos
Prorrogação de dívidas: saiba como pedir seu direito nos grandes bancos (Foto: Google)

Importante ressaltar que essa medida não é válida para dividas com cartões de credito e cheque especial.

Leia Mais: Atendimento dos Bancos está normalizado? BB, Caixa e Santander respondem

Os bancos que entraram na medida são: Bradesco, Banco do Brasil, Itaú Unibanco, Santander e Caixa Econômica Federal. A renegociação das dividas são para os contratos válidos em dia e limitados aos valores já utilizados.

A informação vinda da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) diz que o objetivo da medida é atenuar as consequências causadas pela pandemia de coronavirus no emprego e renda.

Ione Amorim, economista do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC), disse que é necessária atenção do consumidor no momento de propor a renegociação com o banco no qual é cliente.

“Vale a pena se for uma pausa nesses contratos e desde que o consumidor não tenha que arcar com juros por conta dessa suspensão. A cobrança de juros de acerto seria abusiva, dadas as condições em que essas medidas estão sendo adotadas neste momento”, afirmou.

Outro ponto que exige atenção é a necessidade de confirmar com o banco se esta pausa não irá causar um acúmulo de prestações, após estes 60 dias, com as prestações que estão para vencer.

É sugerido também verificar se não irá acontecer alterações na pontuação de crédito do cliente, quando o mesmo pedir a suspensão do contrato.

Prorrogação de dívidas nos grandes bancos

Na Caixa e no Bradesco, ainda não foram divulgadas informações sobre a medida. O Bradesco pede que se consulte o site da Febraban.

No Santander por enquanto, a medida vai atingir algumas linhas de crédito pessoal, crédito direto ao cliente e o financiamento imobiliário.

Outra medida do banco foi aumentar em 10% o limite do cartão de crédito de todos os clientes adimplentes com seus cartões. Para mais informações, utilize o app Way, do banco disponível para celulares e tablets.

No Banco do Brasil, as renegociações podem ser feitas em agências, terminais de autoatendimento, no aplicativo do banco disponível para celulares e tablets e também pelo site do BB. Clientes que sejam em dia nas linhas de CDC, também poderão renegociar suas operações, com carência de até 90 dias e até 90 meses de prazo para o pagamento.

O Banco do Brasil também começou a oferecer renegociação de dívidas para pessoas e empresas, dispensando a primeira parcela, carência de 90 dias e um prazo de dois a 100 meses para o novo contrato. Para essa opção, a renegociação deve ser realizada exclusivamente nas agências.

E por fim no Itaú Unibanco, para empréstimo pessoal e capital de giro é possível aumentar o vencimento da próxima parcela mediante a assinatura do Itaú Crédito Sob Medida, permitindo assim a alteração da data original.

Quem já possuir o Itaú Crédito Sob Medida contratado terá também o direito de renegociar o vencimento da sua próxima parcela, optando por pagá-la 60 dias depois da data de vencimento original.

Leia Mais: PASEP: funcionários públicos com inscrição final 8 e 9 recebem hoje!

Para empréstimos com garantia de investimento, o cliente pode optar por pagar antecipadamente as duas próximas parcelas utilizando a garantia (seus investimentos), sem causar alteração nas condições das próximas parcelas.

No financiamento de imóveis e veículos, o cliente que possui um financiamento em dia pode adiar o pagamento da sua próxima parcela por 60 dias, sem cobrança de multas.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Prorrogação de dívidas: saiba como pedir seu direito nos grandes bancos

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA