Saque do FGTS com cotas do PIS/PASEP vão injetar R$21,5 bi na economia

O Governo Federal anunciou nesta segunda-feira (16) por meio do Ministério da Economia, que está criando soluções para fazer com que a economia do país se recupere com a possível recessão que o coronavírus poderá provocar. Com isso, Paulo Guedes, ministro da pasta, detalha que novo saque do FGTS será liberado.

Saque do FGTS com cotas do PIS/PASEP vão injetar R$21,5 bi na economia (Montagem/FDR)
Saque do FGTS com cotas do PIS/PASEP vão injetar R$21,5 bi na economia (Montagem/FDR)

Desta vez, os valores do saque serão oriundos das cotas do PIS/PASEP. A liberação tem expectativa de injetar R$ 21,5 bilhões na economia transferindo para os recursos para o Fundo de Garantia, o FGTS.

Leia Também: FGTS pago por empresas ficará temporariamente suspenso

Mas, por enquanto, não se tem conhecimento sobre qual será o público que terá o acesso ao benefício deste novo saque do FGTS. A equipe econômica do governo está agora realizando análises para definir como será feita a distribuição desses recursos e quem serão beneficiados.

A partir da decisão de liberação desta transferência, na prática, quem tem Fundo de Garantia deve receber um dinheiro extra do governo, como se fosse um abono.

Em entrevista à Globo News, o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys, destacou que se trata de uma medida emergencial destinada para o público mais vulnerável: “como idosos e pessoas que se enquadram no Bolsa Família, e para empresas que estão enfrentando falta de fluxo de caixa”, pontua.

Vale destacar que o acesso as cotas do PIS está liberado para aqueles que trabalharam com carteira assinada na iniciativa privada durante 1971 a 1988. Já o PASEP é dos profissionais do setor público, trabalhando como servidor ou militar, pelo mesmo período.

Relembrando, no ano passado, em agosto, governo federal liberou o saque das contas do Fundo PIS-PASEP. Este valor correspondente ao fundo só é pago uma vez, quando retirado por quem tem direito, o saldo é zerado.

Leia Também: Concurso do IBGE é adiado e pesquisa do Censo ganha nova data

Esta ação foi tomada pelo governo como tentativa de movimentar a economia. Porém, a maioria dos recursos não foi sacado, visto que muitos cotistas já morreram.

De acordo com Guaranys, para as eventuais reclamações futuras dos herdeiros do cotistas do PIS-PASEP já mortos, o governo irá criar um provisionamento além do saque do FGTS. O dinheiro poderá ser usado como recurso para pagar as famílias dos falecidos.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Saque do FGTS com cotas do PIS/PASEP vão injetar R$21,5 bi na economia

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA