Preço da gasolina e do álcool caí nas refinarias a partir de 6° feira

Preço da gasolina terá baixa de 9,5% nas refinarias, mas o impacto poderá não ser sentido pelo consumidor. A queda na cobrança foi ocasionada pela crise econômica, fruto da pandemia coronavírus e a disputa entre Rússia e Arábia Saudita pela produção do petróleo. Segundo a Petrobras, a partir dessa sexta-feira (13), o combustível ficará mais barato.

Preço da gasolina e do álcool caem nas refinarias a partir de 6° feira (Imagem: Reprodução - Google)
Preço da gasolina e do álcool caem nas refinarias a partir de 6° feira (Imagem: Reprodução – Google)

No entanto, a redução, inicialmente, será aplicada apenas para as refinarias e distribuidoras. Isso quer dizer que a gasolina 9,5% mais barata e o diesel 6,5% menor, ainda poderão manter os preços elevados a depender dos interesses dos postos de gasolina.

Ao liberar o comunicado, a Petrobras afirmou que o valor final cobrado ao motorista é definido de acordo com os interesses de cada posto. Para poder calcular a cobrança, os proprietários levam em consideração as taxações de imposto e mão de obra, fazendo com que o produto se torne mais caro.

Leia também: Preço da gasolina será alterado? Saiba como crise influencia nas bombas

Por fim, a empresa justificou a afirmação relembrando o fato de que o mercado nacional funciona com base na política de livre concorrência, o que permite com que cada posto aplique o preço que achar conivente.

Os preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras têm como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos. Além disso, o preço considera uma margem que cobre os riscos como volatilidade do câmbio e dos preços)”, explicou por nota.

Chances de redução do preço da gasolina nas bombas

Segundo os especialistas, a cobrança final ao motorista deverá de fato ser menor. Eles explicam que a queda de 9,5% reduz consideravelmente o valor de compra e venda, fazendo com que o produto seja comercializado mais barato.

Leia também: Tributos sobre conta de luz serão anulados ao consumidor

Segundo dados levantados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), durante a primeira semana de março, a gasolina estava sendo vendida por R$ 3,531 (livro) enquanto o diesel estava por R$ 3,661. Acredita-se que na próxima semana o valor será ainda menor.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA