Bolsa Família em Marabá aceita 2.056 novos inscritos

Nesta semana, o comitê do Bolsa Família em Marabá divulgou uma lista com os nomes de pessoas que estão aptas a receber o benefício. No comunicado foi informado que 2056 famílias tiveram o seu cadastro liberado pelo Governo Federal. 

Bolsa Família em Marabá aceita 2.056 novos inscritos
Bolsa Família em Marabá aceita 2.056 novos inscritos (Imagem: Montagem/FDR)

A partir de agora, as famílias devem procurar o comitê para que possam receber o encaminhamento e realizar os procedimentos legais. 

Leia também: Desigualdade no Bolsa Família gera proposta de CPI para análise

A coordenadora do comitê na cidade, Benezilda Pereira Lima, falou sobre essa inclusão.

“São famílias que fizeram o cadastro do ano passado para cá e que foram favorecidas com a liberação pelo Governo. Agora as famílias devem vir aqui no comitê e pegar o encaminhamento para ir até a agência bancária para receber o seu benefício”, esclareceu.

As famílias devem ficar atentas às datas que os pagamentos começarão, já que são definidos de acordo com o Número de Identificação Social (NIS). 

Atualmente, recebem o Bolsa Família 14,5 mil famílias do município. Com os novos inscritos, o número sobe para 16,5 mil atendidas pelo programa. 

Por conta disso, todos os novos e antigos beneficiários precisam seguir algumas regras para poder manter a transferência.

O titular e representante dos demais deve realizar atualização do cadastro de 2 em 2 anos, ou sempre que houver alguma alteração em sua família. Como nascimento de mais um membro. 

As criança em idade escolar, entre 6 a 17 anos, devem estar devidamente matriculadas em uma instituição. Além disso, eles devem ter frequência de 85% para o grupo de 6 a 15 anos, e os jovens de 16 a 17 anos precisam manter a participação de 75%.

As famílias são obrigadas a monitorar o calendário de vacinação das crianças menores de 7 anos, deixando-o em dia. Também é preciso fazer o acompanhamento da saúde, crescimento da crianças.

Se entre os membros houver gestante, ela precisa fazer o pré natal no sistema público para que o desenvolvimento seja acompanhado. 

As crianças que fazem parte do grupo familiar e estão com vacinas em atraso no seu cartão, sem acompanhamento de sua saúde, não frequentarem a escola e a família não realizar a atualização cadastral, o benefício pode ser bloqueado.

Para realizar o desbloqueio do benefício, é preciso ir até uma agência da Caixa para entender o motivo.

Se o bloqueio aconteceu por conta da irregularidade escolar das crianças, é necessário retomar a frequência na escola ou solicitar uma declaração que justifique as faltas.

Agora, se o bloqueio foi por conta de atualização cadastral é necessário que o beneficiário vá até a prefeitura de onde mora e realize a atualização dos dados da família.

Já se o problema for decorrente da não realização do pré-natal ou carteirinha sem a vacinação completa, vá até o posto mais próximo e realize a regularização.

Leia também: Atenção! Saque imediato do FGTS finaliza em breve com R$15 bi disponíveis

Após isso, o pedido de desbloqueio será analisado e concedido ou não o pagamento novamente para a família. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA