Auxílio doença e acidente podem ganhar prioridade de atendimento no SUS

Brasileiros que recebem auxílio-doença ou acidente poderão ter prioridade nas filas do Sistema Único de Saúde. A Câmara dos Deputados está avaliando o projeto de Lei 149/20, que tem como finalidade exigir que os beneficiários sejam atendidos com até 90 dias para a realização de exames. De autoria do deputado Capitão Wagner (Pros-CE), o texto passará pelos demais parlamentares para que possa ser votado.

Auxílio doença e acidente pode ganhar prioridade de atendimento no SUS (Imagem: Reprodução - Google)
Auxílio doença e acidente pode ganhar prioridade de atendimento no SUS (Imagem: Reprodução – Google)

A ideia da proposta é que sejam antecipados a realização de exames, cirurgias e procedimentos encaminhados pela perícia médica do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Se for validada, a ação poderá otimizar a liberação dos benefícios e reduzir o número das filas do INSS.

Para defender sua proposta, o parlamentar justifica que o tempo de espera aumenta o valor ofertado pelo estado, tornando os benefícios ainda mais caros para os cofres públicos. “A agilização dos atendimentos possibilitará, além da recuperação mais rápida da saúde dos indivíduos, um efetivo desafogo nas contas públicas”, defendeu o relator.

Leia também: Auxílio doença cancela pagamento para quem ganha menos que R$1.045

No caso das unidades de terapia intensiva, urgência e emergência, a medida exigirá tratamento imediato. Além disso, solicitar avaliações em hospitais privados, caso o prazo de 90 dias não seja cumprido pelo SUS.

Se for violada, a lei implicará na abertura de processos administrativos para a verificação da responsabilidade e aplicação das penalidades a depender do caso.

Antes de ser validada, a proposta deverá passar pela análise das comissões de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Leia também: Restituição do IR será paga nesta segunda-feira (16)

Sobre o auxílio doença e acidente

O auxílio doença e acidente são ofertados pelo INSS. Para ter acesso, os beneficiários precisam comprovar, por meio de avaliações médicas, suas enfermidades.

No caso de doenças, o pagamento poderá se estender ao longo de todo o tratamento do enfermo, que poderá ter acesso a outros benefícios como o BPC, se for comprovada sua invalidez.

Já para os acidentados, o recurso é liberado tendo como finalidade custear as despesas do acidente, como medicamentos, exames, entre outros. Além disso, cobre o valor salarial durante o tempo em que o mesmo se manter afastado de suas atividades profissionais.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA