Cadastro Positivo se torna confuso e gera dezenas de dúvidas

Após dois meses da inclusão automática de brasileiros no banco de dados do Cadastro Positivo, muitos consumidores estão confusos com as informações e relatam que há falta de transparência e demora na exclusão de do banco de dados. 

Cadastro Positivo se torna confuso e gera dezenas de dúvidas
Cadastro Positivo se torna confuso e gera dezenas de dúvidas (Imagem:ReproduçãO/Google)

O Cadastro Positivo reúne informações sobre como os consumidores pagam os compromissos sobre a contratação de crédito, empréstimos financiamentos e crediários.

Constam no seu histórico do CPF tudo o que foi financiado, quantidades e valores das parcelas, bem como o comportamento e a pontualidade de pagamento demonstrados pelo consumidor. 

Leia também: Cadastro Positivo confunde consumidores com critério duvidoso

Esse histórico de pagamento está relacionado à contas de consumo de serviços continuados, como água, luz, gás e telefone, também podem ser avaliados pelo mercado para obter uma melhor análise.

Em entrevista ao programa Pequenas Empresas e Grandes Negócios, o professor de inglês, Daniel Feliciano, de 22 anos, disse que estava com dúvidas e não obteve resposta. 

“Disseram-me que não era possível fornecer a informação. Isso é um absurdo. — reclama Feliciano, que chama atenção ainda para a dificuldade de navegação da plataforma. Se eu, que sou jovem e uso tecnologia desde sempre, tive dificuldade, imagina uma pessoa sem intimidade com a internet.”, diz.

O cadastro é gerido pelo Serasa Experian, Boa Vista,Quod e SPC. Essa ferramenta tem como promessa acesso mais fácil à crédito por juros menores. 

O microempreendedor, Carlos Moraes, de 58 anos, ficou surpreso por não conseguir realizar a consulta de sua nota de crédito.

“Quando soube do serviço, fui correndo consultar minha nota. No entanto, apesar de ter os requisitos para estar incluído no Cadastro Positivo, descobri que não fui inserido. Procurei um dos birôs de crédito, mas ninguém soube me explicar o motivo de não estar dentro do banco de dados, nem se e quando isso poderá acontecer”, lamenta.

Já a jornalista e advogada, Ana Santos, de 49 anos, ficou indignada ao saber que seus dados haviam sido inseridos no cadastro.

“Em 16 de janeiro, quando recebi um e-mail informando a inserção, imediatamente tentei pedir a exclusão pelo sistema em duas das empresas responsáveis, mas não consegui. Liguei para ambas, e sempre diziam que meu CPF não existia. Foram oito dias tentando, até que, após muito reclamar, uma atendente me disse que havia encontrado o CPF e feito a exclusão. Mas não há qualquer comprovante”,reclama.

Leia também: Confira lista com 450 vagas de emprego em Santa Catarina

A lei garante ao cidadão o direito de acesso a suas informações em bancos de dados, assim como a exclusão de seu nome em até dois dias.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Cadastro Positivo se torna confuso e gera dezenas de dúvidas

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA