Informe de rendimentos da Caixa para incluir no IRPF 2020 está disponível; veja como baixar

As declarações do Imposto de Renda 2020 começaram a ser enviadas e os clientes da Caixa Econômica Federal agora podem contar com uma plataforma digital para facilitar a prestação de contas. Obrigatoriamente, as instituições financeiras precisam repassar para os clientes seu informe de rendimentos, de modo que eles possam utilizar os dados na hora de enviar o documento para Receita Federal.

Informe de rendimento da Caixa para incluir no IRPF 2020 está disponível; veja como baixar (Imagem: Reprodução - Google)
Informe de rendimento da Caixa para incluir no IRPF 2020 está disponível; veja como baixar (Imagem: Reprodução – Google)

Na Caixa, o serviço está disponível online e pode ser feito de forma gratuita. Para ter acesso, antes de mais nada, os usuários precisam fazer um cadastro na plataforma.

Leia mais: Declaração do IRPF 2020 incluí investimentos da Bolsa; saiba como indicar

Para isso, basta acessar o portal de serviço ao cliente e preencher os dados pessoais. Nome, CPF, e-mail e senha. Após completar todos os dados solicitados, é preciso confirmar a ação por meio do link enviado para sua caixa de entrada no e-mail.

Depois do cadastro, o próximo passo é baixar o sistema de informe para poder acessa-lo. O procedimento é simples. Primeiro deve-se entrar no Serviços ao Cliente. Na sequência, ir até a página inicial e clicar em “Baixar Agora”, presente no aviso de disponibilidade do seu informe.

Basta selecionar o produto, o ano e abrir o informe de rendimentos em PDF ou enviar por e-mail. Por fim, é importante conferir o guia de preenchimento com mais detalhes de como declarar o produto. Confira a explicação em vídeo:

Com o informe de rendimentos em mãos, os contribuintes podem comprovar para a Receita Federal todas as rendas declaradas. Valores referentes a cartões de crédito, recebimento de salário, pagamentos e demais atividades financeiras deverão constar na papelada.

Esse ano, o prazo para envio das declarações será até o dia 30 de abril. O imposto seguirá a mesma tabela de 2019, fazendo com que a isenção torne-se ainda menor e os tributos fiquem mais caros para os cidadãos.

Precisa declarar o IR todos aqueles com uma renda a partir de R$ 28.559,70, o equivalente a R$ 2.379,98 por mês, ao longo dos últimos 12 meses. Além disso, proprietários de bens acima de R$ 300 mil ou que realizaram compras e vendas na Bolsa de Valores também deverão prestar conta.

Veja também: Veículos novos são mais vendidos em fevereiro e movimentam o setor

As restituições começarão a ser pagas a partir de maio e se estenderão até o mês de setembro. No entanto, é válido ressaltar que tem todos têm direito ao pagamento e o valor depende do quanto foi contribuído para a Receita.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA