Bolsa Família traz estímulo para educação das crianças e adolescentes

O Bolsa Família atende milhares de famílias em todo o país. O programa visa ajudar financeiramente pessoas que vivem em condição de vulnerabilidade social. Para ter direito e manter a inscrição no Bolsa Família é preciso atender alguns requisitos, a exemplo de ter cuidados com o núcleo familiar nas áreas de educação e saúde.

Bolsa Família traz estímulo para educação das crianças e adolescentes (Reprodução/Internet)
Bolsa Família traz estímulo para educação das crianças e adolescentes (Imagem: Reprodução/Internet)

O governo federal estabelece diversos critérios para a inclusão e permanência no programa. Um dos mais desconhecidos é a necessidade que as famílias tenham a obrigação de manter os menores de seu grupo familiar regularmente matriculados em instituições de ensino.

Leia Também: Bolsa Família: entenda a trajetória do programa no governo Bolsonaro

Com isto, os responsáveis precisam realizar as matrículas de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos na escola. Além disto, será observado também, se há frequência escolar de pelo menos 85% das aulas para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos.

Já para os jovens de 16 e 17 anos, é necessário que tenha o total de 75%de participação todo mês. Nos casos em que as crianças ou os adolescentes tenham que faltar às aulas, caberá a família informar à escola os motivos.

A instituição de ensino será responsável em marcar no sistema onde se registra o acompanhamento da frequência escolar, o Sistema Presença/MEC.

Caso não cumpra com as obrigações, o governo detalha que será aplicadas advertência, que não afeta o recebimento do benefício.

Leia Também: Como o coronavírus pode interferir na economia do país e do mundo? Entenda!

Mas caso ainda continue a ter problemas no cumprimento das condicionalidades, haverá o bloqueio no pagamento constatando seis meses de erros.

Este foi o método adotado pelo governo federal para que os pais e responsáveis incentivem a vida escolar das crianças. Monitorando a sua participação nas aulas e estimulando a frequência na unidade.

Critérios para receber o Bolsa Família

  • Família com renda por pessoa de até R$ 85,00;
  • Famílias pobres que tenham gestantes e crianças ou adolescentes entre 0 e 17 anos;
  • Estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal;
  • As gestantes devem fazer consultas de pré-natal, conforme calendário preconizado pelo Ministério da Saúde (MS);
  • Manter em dia o cartão de vacinação das crianças de 0 a 7 anos;
  • Acompanhamento da saúde de mulheres na faixa de 14 a 44 anos;
  • Participar das atividades educativas ofertadas como aleitamento materno e alimentação saudável;
  • Frequência mínima de 85% na escola, para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, e de 75%, para adolescentes de 16 e 17 anos;
  • Famílias que possuem renda por pessoa entre R$ 85,01 e R$ 170.

O programa

Criado em 2003, o Programa Bolsa Família presta assistência financeira a famílias brasileiras em situação de vulnerabilidade. Com o intuito de garantir seu acesso à renda, a direitos sociais e a ações complementares que ampliam as possibilidades de desenvolvimento. O valor repassado varia conforme o número de membros da família, idade e renda declarada.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA