IRPF 2020: veja quando vale a pena enviar sua declaração

Os brasileiros têm a mania de deixar tudo para a última hora! Até coisas importantes como a declaração do Imposto de Renda são prorrogadas para o limite da entrega. Mas saiba que quanto antes prestar conta do IRPF 2020 mais vantagens o contribuinte tem.

IRPF 2020: veja quando vale a pena enviar sua declaração
IRPF 2020: veja quando vale a pena enviar sua declaração (Foto: Google)

O prazo para a entrega da Declaração do Imposto de Renda 2020 começa na próxima segunda dia 3 de março e vai até 30 de abril. A declaração é obrigatória para quem recebeu um total de rendimentos tributáveis (salário, bônus na empresa entre outros) igual ou maior que R$ 28.559,70 em 2019.

Leia Mais: Declaração IRPF 2020: aprenda a preencher o documento

Neste ano, a receita separou a restituição do IRPF 2020 em cinco lotes que começam em maio e vão ate o fim de setembro. Pessoas com deficiência mental, física ou doenças graves têm prioridade de recebimento no primeiro depósito de restituição.

Marcela Kawati economista-chefe do SPC Brasil diz que “É vantajoso receber a restituição antes porque você pode usar o dinheiro a seu favor”.

No caso de dívidas, pode pagá-las logo e assim se livrar dos juros mais rapidamente. Se não for o caso, você pode investir o dinheiro. Quanto antes aplicar o dinheiro da restituição, mais tempo ele vai ter para render.

O dinheiro da restituição do Imposto é corrigido pela taxa básica de juros, a Selic, até ser devolvido ao contribuinte. Porém, com a Selic em 4,25% ao ano, a mínima histórica, outras aplicações podem render mais, como fundos multimercados, fundos imobiliários ou ações.

Portanto, não vale a pena deixar a sua restituição ficar rendendo 100% da Selic, que hoje está em baixa dentro dos cofres da Receita.

Entregar a declaração logo de início não é totalmente garantia de recebimento da restituição nos primeiros lotes, caso a Receita resolva fazer uma apuração mais a fundo. Está aí a importância do preenchimento de informações completas e com máxima atenção

“Especialmente quem tem vários rendimentos e bens para declarar deve começar a preencher a declaração o quanto antes, para ter tempo de colocar as informações no programa com calma. Isso é importante para que a declaração saia correta”, conta Marcela.

Leia Mais: Saque aniversário do FGTS pode ser cancelado? Entenda como funciona a desistência

As empresas, bancos e corretoras têm até o dia 28 deste mês para entregar os informes de rendimento que devem ser inclusos na declaração do IRPF 2020.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA