Nubank divulga prejuízo milionário no ano de 2019

O Nubank divulgou o prejuízo que teve no último ano, em 2019. De acordo com a instituição, o desfalque contábil líquido é de R$312,7 milhões e esse resultado está ligado ao ritmo de crescimento.

Nubank divulga prejuízo milionário no ano de 2019
Nubank divulga prejuízo milionário no ano de 2019 (Imagem:Reprodução/Google) 

No ano de 2018, o indicador havia sido de R$100,3 milhões. Em entrevista ao blog da fintech, o vice-presidente de Finanças, Gabriel Silva comentou sobre os princípios do banco. 

Leia Também: Banco Nubank ocupa boa posição em pesquisa

As receitas da intermediação financeira somaram cerca de R$568,1 milhões em 2019, se comparado ao mesmo período do ano anterior em que foram registrados R$173,8 milhões.

Despesas com a intermediação financeira foram de R$878,2 milhões em 2019 e de R$584,2 milhões no ano de 2018.

O atraso no índice acima de 90 dias da carteira total do Nubank foi de 6,6% no ano de 2019, o que representa uma redução de 10,4% em um ano. 

Já as receitas de prestação de serviço e rendas de tarifa bancária foram de R$1,035 bilhão em 2019 e de R$535,7 milhões no ano de 2018.

Em contra partida aos gastos que são, relativamente, normais. Os número de clientes também subiu de 13 milhões para 19,7 milhões no mês de dezembro do ano passado, um crescimento de 3,3 vezes.

No mês de dezembro de 2018, já havia sido alcançado a marca de 6 milhões de clientes. Desse total, estão inclusos aqueles que usam o cartão de crédito e a NuConta, conta digital da instituição. 

O Nubank é uma instituição totalmente digital e que traz, entre as vantagens, insenção de tarifas para manutenção de conta, TED ou DOC. Cobranças comuns nos grandes bancos. 

O aplicativo Nubank teve mais downloads que os principais bancos digitais nos últimos 18 meses. O sistema foi baixado 18 milhões de vezes no último ano. Os números são da pesquisa do Apptopia, empresa de análise de aplicativos.

Leia Também:PIS/PASEP 2020 vai pagar R$1.045 com início em julho; saiba as regras!

Atualmente, a empresa é considerada a principal fintech da América Latina e o maior banco digital independente do mundo. Neste ano, se expandiu ainda para a Argentina e México.

Para abrir uma conta basta baixar o aplicativo, inserir os dados pessoais, enviar uma foto do documento de identificação e fazer o primeiro depósito. A marca envia inicialmente um cartão de débito para lidar com as finanças, e analisa a possibilidade de oferecer o crédito.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA