FGTS: transferência por aplicativo pode aumentar número de adeptos

A Caixa Econômica Federal liberou nesta semana o saque digital do FGTS. Isto significa que todos os trabalhadores que possuem saldo no fundo de garantia e que optarem por receber o saque imediato ou aniversário, poderão transferir a quantia para sua conta de forma online. Desafogando o atendimento nas agências e modernizando o recebimento do fundo.

publicidade
FGTS: transferência por aplicativo pode aumentar número de adeptos
FGTS: transferência por aplicativo pode aumentar número de adeptos (Imagem: Reprodução / Google)
publicidade

Até o momento, o saque digital está disponível para aparelhos de sistema Android. Quem tem iPhone, cujo sistema operacional é o iOS, precisa aguardar a nova atualização do aplicativo.

Leia também: Subsídios do FGTS para o Minha Casa Minha Vida são reduzidos em R$500 milhões

Na loja de downloads basta buscar por “FGTS” e aderir ao aplicativo. O primeiro cadastro vai exigir número do CPF, NIS e data de nascimento. O NIS pode ser encontrado na carteira de trabalho.

Como método de segurança é comum que sejam feitas perguntas sobre o primeiro emprego com registro, e dados pessoais para confirmar a identidade do trabalhador. Em seguida, basta escolher qual modalidade do FGTS pretende aderir e solicitar o saque.

Para isso, será preciso informar os dados bancários em que o dinheiro deve ser transferido. Como número do banco, agência e número da conta. Dados comuns para qualquer transferência entre instituições bancárias. O dinheiro caí em até 5 dias úteis.

O APP também vai permitir que o usuário consulte quanto tem em conta, simule a contratação do saque aniversário, veja o calendário e faça a transição para o saque rescisão ou pela modalidade mais moderna.

“O saque digital é mais uma inovação da Caixa em busca da excelência dos serviços prestados ao trabalhador, que a partir de agora não necessita ir a um ponto de atendimento físico para sacar seu recurso do FGTS”, explicou o presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães.

Opções de saque do FGTS

Tendo na palma da mão todas as informações sobre o seu fundo de garantia, o trabalhador vai poder escolher entre as duas opções de saque do FGTS.

A primeira foi liberada já em 2019, e consiste na modalidade imediato. Nesse caso, quem somou por conta R$998 até 24 de julho do ano passado pode receber tudo o que tiver disponível no fundo. Quem tem saldo superior a este, ganha até R$500.

Como o limite maior foi liberado em dezembro e muitas pessoas já haviam recebido 500 reais, os que têm direito podem usar o aplicativo para transferir a diferença de R$498.

Segundo informações da Caixa, até o dia 14 de fevereiro já foram pagos 27,5 bilhões de reais nesta opção de recebimento do FGTS. A quantia representa a retirada de 59 milhões de pessoas, o que são 65% do que há disponível para saque.

Para quem ainda não recebeu o dinheiro, o que gira em torno de 37 milhões de pessoas, o FGTS imediato estará disponível até 31 de março de 2020. Mas é opcional, quem não quiser tirar dinheiro do fundo pode deixa-lo poupando.

A segunda opção que também pode ser transferida pelo aplicativo é o saque aniversário. Nesse caso, os trabalhadores poderão receber uma parte do seu saldo do fundo de garantia todos os anos, algo em torno de 5% a 50% dependendo do quanto têm em conta.

Leia também: Restituição do IRPF 2020 vai sair mais cedo; confira o cronograma

Para aderir, basta assinalar a opção no APP. Mas, deixará de fazer parte do saque rescisão e em caso de demissão não terá direito ao saldo total, devendo aguardar dois anos para retornar a esta modalidade.

Os pagamentos do aniversário começam em Abril, e a adesão para receber em 2020 deve ser feita até o último dia do mês de nascimento do trabalhador.