Crédito imobiliário prefixado é inaugurado pela Caixa Econômica

Nesta quinta-feira (20), um dia após serem divulgados os resultados do quarto trimestre do ano de 2019, a Caixa Econômica Federal inaugurou a sua linha de crédito imobiliário prefixado. 

Crédito imobiliário prefixado é inaugurado pela Caixa Econômica
Crédito imobiliário prefixado é inaugurado pela Caixa Econômica (Imagem:Reprodução/Google)

Essa linha será um pouco mais cara do que o financiamento tradicional pela Taxa Referencial (TR), os juros cobrados serão entre 8% a 9% ao ano. Porém a taxa contratada deve ficar travada até o fim do financiamento, sem oscilação de indicadores. 

Leia Também: Caixa Econômica lança nova linha de crédito para as construtoras

No exterior, o crédito imobiliário prefixado costuma ter uma taxa flutuante, que pode ser revisada a cada 3 ou 5 anos. Já na Caixa, a revisão periódica deve ficar de fora para que a contratação seja incentivada.

Essa modalidade é mais uma tentativa do banco para diversificar o financiamento do crédito para imóveis, que ainda é muito dependente da poupança.

Neste ano, a taxa básica de juros está na sua mínima histórica no patamar de 4,25% ao ano. O volume depositado na caderneta migra para os ativos com risco maior e isso pode comprometer os recursos usados pelos bancos para a linha de crédito atrelada à poupança.

No último balanço, a Associação das Entidades de Crédito Imobiliário (Abecip) apontou que o saldo da poupança cresceu 6% no ano passado, um volume inferior ao de 2018, porém acima do de 2015, quando o saldo diminuiu por conta da queda de 50% na captação líquida.

Em 2019, o saldo do FGTS foi uma fonte de recursos para o crédito imobiliário, que ficou estável, enquanto o de Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) e Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRIs) diminuiu.

A nova linha prefixada torna mais fácil o empacotamento e a venda dos créditos no mercado de securitização, e assim tomar recursos com os investidores em troca de uma remuneração. 

Em agosto de 2019, foi a primeira tentativa do banco de diversificar o financiamento com o lançamento da linha indexada ao IPCA.

Até o mês de dezembro, essa nova modalidade financiou para 64 mil pessoas operações que alcançaram um total de 3,7 bilhões de reais. A linha chama atenção por seus juros baixos, que são a partir de 2,95% ao ano mais o valor do IPCA. 

Leia Também: Bolsa Família entra em crise atingindo pessoas que vivem em extrema pobreza

A linha também é um reforço para o banco manter a liderança na concessão de crédito imobiliário.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA