Multa por embriaguez chega a valor recorde e quem vai curtir o carnaval deve se atentar

Os motoristas que bebem e assumem o volante embriagados precisam ficar atentos às consequências financeiras. Além, é claro, do transtorno pessoal que podem causar. Se forem pegos em uma blitz policial, podem pagar multa por embriaguez com valor recorde. Devido a folia da festa de carnaval, muitos esquecem do quanto pode ser prejudicial assumir o volante nessas condições. 

Multa por dirigir embriagado chega a valor recorde e quem vai curtir o carnaval deve se atentar
Multa por dirigir embriagado chega a valor recorde e quem vai curtir o carnaval deve se atentar (Imagem:Reprodução/Google)

A Lei Seca foi criada no ano de 2008 e alterou o Código Brasileiro de Trânsito (CBT). O objetivo da lei é fiscalizar e penalizar aqueles que insistem em dirigir embriagado. Isso por conta do número de mortes no país por acidente de trânsito. 

Leia Também: Calendário IPVA SP 2020: começou o vencimento da segunda parcela

Desde o ano em que foi criado até 2018, a redução nas mortes de trânsito causado por motoristas que assumiram o volante depois de consumir álcool foi de 14%. Apesar disso, o número de autuações de motoristas subiu de 44.697 para 235.951 entre os anos de 2008 até 2017.

Nessa época do carnaval, muitos dos foliões bebem e logo depois assumem a direção de um veículo. Porém, o motorista deve estar ciente que pode estar assumindo diversos riscos por conta disso.

A multa por embriaguez é de R$2.934,70 dada ao motorista. Além disso, a carteira de habilitação pode ser suspensa por um ano. 

O veículo pode ser retido e retirado por um condutor habilitado. Se isso não ocorrer, o carro vai para o pátio e pelo tempo que o veículo ficar no local deverá ser paga uma multa diária.

Em caso de acidente de trânsito, o proprietário deve arcar com a multa de embriagez e constatando sua condição, não tem direito a indenização do seguro. 

Dependendo do nível de álcool ingerido, junto com a infração administrativa, o motorista pode ser preso em flagrante por crime de trânsito.

Aqueles que se recusarem a fazer o teste do bafômetro também serão autuados no mesmo valor e estarão sujeitos a ter sua carteira suspensa no mesmo período.

Caso o cidadão que esteja no volante apresente sintomas de embriaguez visíveis e não realize o exame, também poderá ser preso, a partir do preenchimento de um termo de constatação, de acordo com o que foi definido pelo Conselho Nacional de Trânsito.

Para evitar que isso aconteça há algumas alternativas, como definir com os amigos que um deles não deve beber e ficará responsável por levar os demais para casa. 

Leia Também: Começou o pagamento do PIS/PASEP com novo salário

Se for para algum lugar que sabe que vai ter bebida, outra opção é contar com os carros de aplicativos, e transporte público. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA