Placas do Mercosul: quem precisa usar? E qual valor? Saiba tudo aqui!

Motoristas brasileiros devem ficar atentos. Desde o último dia 31 de janeiro a aplicação das novas placas do Mercosul tornaram-se obrigatórias para a maioria dos automóveis. A partir de agora, aqueles que comprarem carros novos terão que aderir à proposta. Além disso, veículos em situação de troca de endereço, entre outras condições, também deverão se adaptar. No texto abaixo, separamos os principais questionamentos dessa mudança. Confira.

Placa do Mercosul: quem precisa usar? E qual valor? Saiba tudo aqui! (Imagem: Reprodução - Google)
Placa do Mercosul: quem precisa usar? E qual valor? Saiba tudo aqui! (Imagem: Reprodução – G1)

Que veículos precisam usar a nova placa?

  • Qualquer moto zero quilômetro;
  • Veículos que mudaram de município;
  • Veículos que trocaram de categoria (ex: taxi que virou carro de passeio);
  • Veículos com placa danificada, ilegível reprovada em vistoria;
  • Veículos com a placa furtada ou quem quiser trocá-la voluntariamente.

Leia também: Detran SP divulga valores para implantação da placa mercosul

A obrigatoriedade das novas placas do Mercosul acontece nos seguintes casos:

  • Primeiro emplacamento;
  • Mudança de categoria do veículo;
  • Roubo, furto, extravio ou dano da placa;
  • Mudança de unidade federativa;
  • Instalação de segunda placa traseira.

 Quanto custa?

O valor varia de acordo com as taxas cobradas por cada empresa de estamparia, mas está em uma média de R$ 179,84 para veículos e R$ 55,05 para motocicletas.

Sendo que não há um prazo final para a troca das placas. Segundo o Contran, exceto os veículos nas condições mencionadas acima, os demais poderão rodar com o modelo antigo até serem sucateados.

Leia também: IPVA CE 2020: primeira parcela vence nesta segunda-feira (10)

Qual o motivo para troca pelas placas do Mercosul?

Segundo o governo federal, a medida tem como objetivo reforçar o sistema de segurança nacional através de tecnológicas de QR Code e marca d’água. Outro motivo levado em consideração diz respeito às numerações dos veículos que agora contam com um novo sistema alfanumérico.

Como fazer o novo emplacamento com as placas do Mercosul?

O funcionamento do serviço varia de acordo com cada estado, mas apresenta um comportamento padrão.

O motorista precisa ir até o Detran de sua região e solicitar um agendamento para a troca da placa. O processo solicitará os documentos pessoais do proprietário do automóvel e também os documentos de comprovação do mesmo.

Após fazer o registro no Detran, caberá ao motorista ir até uma estampadora de seu interesse e emplacar o veículo. Como está na fase inicial da mudança, o órgão de transito disponibiliza, em suas unidades, uma lista com todas as empresas credenciadas que estão fazendo o serviço. O pagamento deve ser feito pela a empresa e não no Detran.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA