Bolsa Família no Acre paga R$23 mi em fevereiro; saiba como receber

Moradores do Acre, devidamente cadastrados no Bolsa Família, devem ficar atentos. Começaram os pagamentos dos auxílios de fevereiro. O programa beneficiará cerca de 86 mil famílias, liberando aproximadamente R$ 23 milhões. O calendário teve início nessa quarta-feira (12) e se estenderá pelos próximos dias. É válido ressaltar que o prazo máximo de saque é de até 3 meses, ficando sujeito ao cancelamento do benefício.

Bolsa Família no Acre paga R$23 mi em fevereiro; saiba como receber
Bolsa Família no Acre paga R$23 mi em fevereiro; saiba como receber (Imagem: Reprodução / Google)
publicidade

A ordem de pagamento é definida de acordo com a numeração final do cartão do programa. Para saber quando receber, basta ignorar o digito do documento e se atinar ao penúltimo número, vindo antes do hífen.

Leia também: Calendário do Bolsa Família inicia pagamento para mais de 13 milhões de famílias

Feito isso, é só olhar na tabela as datas ao lado da numeração visualizada.

“O pagamento é sempre conforme o número do NIS de cada beneficiário. Pagam intercalando dessa forma. Cada família recebe de acordo com a renda per capita, é feita uma análise familiar e cada família recebe um valor diferente”, explicou a coordenadora do programa no Acre, Lidiane Alves.

Bolsa Família no Acre paga R$23 mi em fevereiro; saiba como receber (Reprodução - Ministério da Cidadania)
Calendário Bolsa Família (Imagem: Divulgação / MDS)

Este ano, o programa está assegurando mais de 13,5 milhões de famílias brasileiras. Entretanto, vem passando por dificuldades para a aceitação de novos cadastrados. Depois de quase 5 anos, as filas de espera para a aceitação no projeto voltou a acontecer.

Questionado, o Ministério da Cidadania afirmou que o entrave permanecerá até que a operação pente-fino seja realizada. Trata-se de uma medida de fiscalização que tem como objetivo desligar os cadastrados que estão recebendo os valores de forma indevida.

Critérios para receber o Bolsa Família

Para ter acesso ao valor do bolsa família é preciso estar devidamente inscrito no Cadastro Único e ter os dados atualizados dentro dos últimos 24 meses.

Além disso, o ministério da cidadania exige a comprovação de renda, por pessoa, entre R$ 89,01 a R$178, sendo responsáveis por crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

Leia também: Vagas abertas Marisa: 16 oportunidades na grande São Paulo

Para manter o benefício dos menos ativos, eles precisam cumprir as seguintes obrigações:

  • Crianças menores de 7 anos devem ser vacinadas e ter acompanhamento de peso e altura;
  • Gestantes precisam fazer o pré-natal;
  • Crianças e adolescentes de 6 a 15 anos devem ter frequência escolar mínima de 85% a cada mês.

O saque é feito na Caixa Econômica Federal, apresentando o cartão e um documento original com foto.

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.