Cadastro Bolsa Família 2021: veja o passo a passo para fazer sua inscrição

Diversas famílias brasileiras fazem uso do benefício do Bolsa Família. Atualmente o programa atende mais de 13,5 milhões de pessoas, custando pelo menos R$ 2,5 bilhões ao governo federal. Quer saber se você está apto a se tornar uma delas e fazer cadastro Bolsa Família 2021? Leia a matéria abaixo.

Cadastro Bolsa Família 2020: veja o passo a passo para fazer sua inscrição (Imagem: Reprodução - Google)
Cadastro Bolsa Família 2020: veja o passo a passo para fazer sua inscrição (Imagem: Reprodução – Google)

Para ter acesso ao auxílio as famílias requerentes devem estar dentro do perfil de renda exigido.

O benefício é voltado para seios familiares extremamente pobres, ou seja, que possuem renda por pessoa de até R$ 85, e pobres, que recebem renda por pessoa entre R$ 85,01 e R$ 170.

Se você se encaixa neste recorte, poderá passar para o primeiro passo do pedido, que é se inscrever no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

O requerimento pode ser aberto no setor responsável pelo Bolsa Família ou Cadastro Único no município. Você também pode verificar se o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da sua cidade realiza o cadastramento.

É importante que a inscrição no Cadastro Único seja feita por um responsável de pelo menos 16 anos, que será designada de Responsável Familiar.

Documentos necessários para cadastro Bolsa Família 2021

  • Certidão de Nascimento;
  • Carteira de identidade; Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de eleitor;
  • Comprovante de residência;
  • Para os dependentes: certidão de nascimento e RG.

Se você faz parte de famílias indígenas e quilombolas, fique atento. As documentações não são as mesmas.

Os indígenas podem apresentar o CPF, o título de eleitor, mas também o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) ou outros documentos de identificação.

No caso dos quilombolas o CPF e o título de eleitor não são obrigatórios, sendo possível substituí-los por outros documentos de identificação como certidão de nascimento.

O auxílio que será recebido por estas famílias é de R$ 89,00 fixos, podendo acumular com os benefícios variáveis, ou seja, que são aplicados dependendo da composição da família.

São R$41,00 à mais por criança e adolescente de até 17 anos, gestantes e bebês de até 6 meses.

O valor que será disponibilizado no Bolsa Família é definido após análise de alguns fatores como o número de membros da família, idade e renda declarada no Cadastro Único. Porém, para todos, o pagamento é mensal.

Os valores podem ser congelados se os beneficiários não cumprirem com compromissos nas áreas de saúde e educação, como não realizar pré-natal, no caso das mulheres grávidas, e não garantir frequência na escola de seus dependentes crianças e/ou adolescentes.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amanda Castro
Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e graduanda de Administração pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, atua como redatora do portal FDR e demais portais de notícias desde 2017, produzindo conteúdo sobre economia, finanças pessoais e programas sociais.