publicidade

Novo golpe na praça. Se você é um cliente Nubank, fique atento. A fintech está sendo vítima de fraude nas redes sociais. Nas últimas semanas, milhares de anúncios falsos foram soltos no Instagram e no Facebook falando sobre possíveis promoções ofertas da marca, entretanto trata-se de uma mentira que tem como objetivo roubar os dados bancários dos usuários que acessarem os links.

Nubank sofre golpe nas redes sociais e usuários podem se prejudicar (Imagem: Reprodução - Google)
Nubank sofre golpe nas redes sociais e usuários podem se prejudicar (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

O golpe está acontecendo da seguinte forma, no Facebook estão aparecendo uma série de posts patrocinados que prometem cancelamento de compras nas faturas do cartão de crédito, descontos em cinemas, restaurantes, gasolinas, liberação de prêmios e mais.

Leia também: Nubank aumenta número de clientes em 2020; saiba quais as vantagens da fintech

Para poder gozar de tais benefícios, o usuário é convidado a acessar uma página onde precisa informar seus dados, como CPF, número do cartão e mais.

O mesmo está acontecendo no Instagram. A prática se chama phishing e é considerada antiga na internet. Por meio dela, quadrilhas conseguem ter acesso aos dados dos usuários que clicarem nos links falsos.

Um dos anúncios presentes no Instagram, por exemplo, alega que os clientes Nu terão 50% de desconto em Uber, shows, compras e cinema.

Já no Facebook, há propagandas que afirmam que os usuários ganharão 30% de isenção no valor do combustível nos postos Shell e Ipiranga.

Outra propaganda falsa que já prejudicou vários usuários informa que a fintech irá “sortear milhares de prêmios todos os dias”, alegando a liberação de iPhone 11, Galaxy S9 e até de um milhão de reais. Para participar, os usuários precisam criar um cadastro e é nesse momento que têm seus dados roubados.

Com tais informações pessoais, os fraudadores conseguem fazer compras online, transferências nas contas Nu e mais.

Questionado sobre a situação, o Nubank informou que estará tomando as devidas providencias, mas solicitou que seus clientes fiquem atentos e não forneçam seus dados em qualquer local que não seja nos meios de comunicação oficial da marca (aplicativo e site).

“Recebemos relatos de clientes e não-clientes denunciando tentativas de enganar o consumidor usando a nossa marca”, diz o Nubank em seu blog oficial. “Sites falsos e mensagens mentirosas enviadas por WhatsApp, e-mail e redes sociais são os mais comuns”, alegou a fintech.

Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.