Bolsa Família no SE: milhares de famílias excluídas e outras 7,5 mil aguardam o benefício

O programa Bolsa Família está passando por um pente-fino desde o ano passado. Com isso, entre maio e outubro de 2019 cerca de 11.867 mil famílias foram retiradas do programa e outras 7,5 mil estão aguardando o benefício no Estado do Sergipe, de acordo com a Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seias).

Bolsa Família no SE: milhares foram excluídas e outras 7,5 mil aguardam o benefício
Bolsa Família no SE: milhares foram excluídas e outras 7,5 mil aguardam o benefício (Imagem:Reprodução/Google)

Conforme informações do Ministério da Cidadania, os cancelamentos “estão relacionados aos procedimentos de averiguação e revisão cadastrais, fiscalização, desligamentos voluntários, descumprimento de condicionalidades e superação das condições necessárias para a manutenção dos benefícios”.

Leia também: Valor do Bolsa Família 2020 beneficia com quantia maior público específico 

Sobre o número de famílias que estão esperando a concessão do benefício em Sergipe, o portal G1 questionou o Ministério da Cidadania e a Seias que informaram que não possuem dados.

No país todo, cerca de 500 mil pessoas esperam pelo início do pagamento do programa. Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social da Prefeitura da Capital, apenas em Aracaju são 7,5 mil famílias na fila.

No mês de janeiro foram registrados 29.450 beneficiários, se comparado ao ano passado houve uma queda de 1.481. Ao todo, nos 75 municípios sergipanos há pelo menos 279.525 beneficiados pelo programa.

O Ministério da Cidadania informou que a concessão dos benefícios depende de quantas famílias já entraram no programa naquele município, em relação à estimativa de famílias pobres feita para a localidade. Além disso, o governo precisa respeitar o seu limite orçamentário.

Para 2020 foram reservados R$29,5 bilhões. O dinheiro deve ser responsável por pagar a mensalidade às 13 milhões de famílias beneficiadas, e custear novos projetos, manutenção do projeto e todas as outras necessidades.

O Bolsa Família é um benefício que foi criado no ano de 2003 pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O objetivo é transferir renda e atender as famílias que se encontra em situação de extrema pobreza e de pobreza por todo o país. Para se inscrever no sistema, basta que as famílias possuam renda de até R$89 até R$178, com filhos de 0 a 17 anos.

O valor que é pago varia de acordo com a renda familiar e a quantidade de membros na composição. Hoje, não existe um meio exclusivo de inscrição no Bolsa Família. 

Os interessados devem procurar a assistência social da sua região e inscrever-se no Cadastro Único. Para fazer parte do programa é preciso análise do governo que considera uma série de fatores, incluindo o orçamento.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA