Imposto de Renda 2020: por que usar a declaração do ano passado? Veja benefícios

Em breve começa mais uma etapa para a realização das declarações do Imposto de Renda 2020 para os brasileiros. A fim de facilitar o procedimento de comprovação dos dados e análise da Receita, é possível utilizar a declaração do ano de 2019 para agilizar.

Imposto de Renda 2020: por que usar a declaração do ano passado? Veja benefícios (Reprodução/Google Imagens)
Imposto de Renda 2020: por que usar a declaração do ano passado? Veja benefícios (Reprodução/Google Imagens)

O sistema de identificação pode absorver os dados da antiga declaração correspondente ao ano anterior. O procedimento pode ser feito para agilizar o preenchimento de diversos campos, especialmente da relação de bens, evitando erros de digitação de valores ou informações.

Leia também: Imposto de Renda 2020: posso pedir isenção do imposto? Veja em quais situações é permitido 

Mas a Receita Federal destaca que é importante guardar as cópias das declarações dos últimos cinco anos. O período é o definido pelo Leão para questionar o rendimento ou informações declaradas. Sem os documentos, você corre sério risco de ser multado.

Para ter acesso ao documento referente as contribuições do ano passado, o contribuinte deve realizar a busca em seu arquivos pessoais, tanto em cópia física ou virtual – neste caso, arquivo é salvo em formato de texto digital, o PDF.

Mas caso haja a perca do arquivo ou versão física, há algumas maneiras que podem auxiliar na hora de buscar a documentação e até mesmo pedir uma cópia à Receita Federal.

Para aqueles que têm o programa da declaração do IR 2019 instalado no computador, localizar a declaração e transportá-la para o programa do IR 2020 é relativamente simples. Basta gerar uma cópia dos arquivos e salvá-los numa pasta conhecida, de fácil acesso no seu computador.

Há situações no qual o programa não está mais instalado no computador, sendo possível que exista uma pasta com a sua declaração enviada à Receita. Para localizar, é preciso usar o “Explorador de Arquivos” do seu computador.

Clique na Unidade de Disco principal (normalmente identificada por “C:”) para abrir a lista de pastas principais. Em seguida, procure uma pasta com nome “Arquivos de Programas RFB”.

Já dentro esta pasta, deve existir outra pasta com nome “IRPF2019”. Abra e localize dentro dela a pasta com nome “Transmitidas”. É aí que provavelmente estará sua declaração.

Em uma das piores situações, aquelas nos quais é perdido todos os dados do computador, a orientação é de obter um certificado digital.

Para isto, acesse o sistema de atendimento digital do site da Receita, o e-CAC, e clique na opção de acesso com certificado digital.

Se você não tiver certificado digital, será possível obter pelo e-CAC apenas a cópia do recibo de entrega da declaração.

Já para receber a declaração completa é necessário procurar uma agência de atendimento da Receita na sua cidade e solicitar a segunda via do documento. É importante realizar o agendamento do atendimento antes, por meio do telefone 146.

Com o documento em mãos, basta importá-lo para o IR 2020. Para isso, abra o programa do IR 2020 (quando ele estiver disponível) e selecione o item “Importar dados da declaração de 2019”, localizado no menu “Declaração”.

Poupando o tempo de preencher na declaração do Imposto de Renda 2020 informações que foram mantidas desde o ano passado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.