Golpe no Bolsa Família atinge 1 milhão de vítimas; saiba como evitar

Nas últimas semanas, os usuários de redes sociais como o WhatsApp perceberão a propagação de mensagens que ofereciam valor de R$350 para custear o material escolar dos cadastrados no Bolsa Família. No entanto, o comunicado é falso e o Ministério do Desenvolvimento Social garante que não faz esse pagamento. Segundo a PSafe, empresa de segurança digital, o novo golpe no Bolsa Família foi compartilhado 1 milhão de vezes.

Golpe no Bolsa Família atinge 1 milhão de vítimas; saiba como evitar
Golpe no Bolsa Família atinge 1 milhão de vítimas; saiba como evitar

Ainda com base nas informações divulgadas pelo PSafe, desde o dia 15 de janeiro houveram 70 mil novos acessos diariamente no link propagado com a mensagem falsa. Por se tratar de um assunto de interesse público, o número de pessoas que caíram no golpe foi grande.

Leia também: Beneficiados do Bolsa Família precisam declarar IR 2020? Entenda!

A mensagem diz:

“BOLSA ESCOLA 2020: Quem tem Bolsa Família o governo está dando um bônus de R$350,00 para comprar material escolar 2020. Confira se você tem direito ao benefício: link de acesso”.

Ao clicar no site linkado, o usuário teria que responder um questionário com três perguntas sobre a sua participação no programa. E em seguida, pede que a mensagem seja compartilhada com os contatos da vítima.

Para dar mais veracidade ao que foi dito, e a fim de maquiar o golpe no Bolsa Família. Na página foram criados falsos comentários de inscritos que conseguiram ter acesso ao dinheiro.

A pessoa que sofre o golpe ainda é estimulada a inserir o número do seu celular para receber outros links fraudulentos, a fim de propagar mais golpes.

O objetivo do golpistas é roubar os dados cadastrados no celular das vítimas e vender para outros que cometem crimes virtuais. Por isso, todo e qualquer link que seja divulgado nas redes sociais precisam ser checados antes do compartilhamento.

Como evitar cair em golpe no Bolsa Família

Quando surgir dúvidas sobre as mensagens, os usuários podem inserir o link suspeito na plataforma do PSafe. A empresa vai identificar se o anuncio está correto ou não.

Dessa forma, evita propagar fake news ou cair em falsas promessas. Outra dica importante é acessar o site oficial do governo para buscar informações, os portais públicos sempre possuem o código “gov” em seus endereços.

Por fim, outra opção para sanar as dúvidas é comparecer presencialmente até o ponto de atendimento do Bolsa Família no seu município.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). É editora-chefe do portal FDR, responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA