Golpe do cartão aumenta durante o carnaval; saiba como não cair

Com a chegada do carnaval, festividade que cria uma aglomeração de pessoas, é preciso ficar atento às fraudes e roubos. Com o golpe do cartão de crédito ou débito, em que os bandidos fazem a troca do documento. Veja como não cair nessa fraude.

Golpe do cartão: veja como não cair na fraude que mais acontece no carnaval 
Golpe do cartão: veja como não cair na fraude que mais acontece no carnaval (Imagem: Reprodução / Google)

O golpe acontece quando o cliente vai comprar uma bebida e o golpista, que está disfarçado de ambulante, vai distraí-lo como uma conversa, oferecendo promoção, contando uma piada ou qualquer outra coisa parecida.

Leia também: Compras no cartão de crédito ficarão mais seguras no Rio de Janeiro; saiba como

Assim, ele vai pedir o cartão e colocar na maquininha que irá memorizar a senha que foi digitada. 

Embaixo da maquininha há diversos cartões idênticos ao do consumidor, de diversas cores, bancos e administradoras, que foram obtidos com outras vítimas.

Quando a transação for aprovada, será retirado o recibo e entregá-lo junto com o cartão que estava escondido.

Com o cartão e a senha, o golpista retira o dinheiro disponível na conta corrente da vítima em poucos minutos. E ainda, pode solicitar empréstimos, utilizar o cheque especial e entre outros.

Como não cair no golpe do cartão

  • Após realizar compra e ter o seu cartão devolvido, em qualquer lugar, mas principalmente, que tenha muita aglomeração. Pegue o cartão e certifique-se que é o seu, observando o nome que está gravado no plástico.
  • É possível personalizar o seu cartão com algum adesivo, isso facilitará a sua identificação e também deixará o golpista mais inibido.
  • Ao realizar o pagamento prefira ter a maquininha em suas mãos, virada para você. Confira sempre o valor que foi digitado e esteja certo de que ninguém, nem mesmo outros clientes, estejam observando a sua senha.
  • Mantenha o seu número de celular atualizado no banco, para que assim você seja informado de transações, isso vai ajudar a identificar mais rápido as compras não autorizadas. Caso perceba que alguém está usando o seu cartão, realize o cancelamento.
  • Procure esconder o seu código de segurança, pois mesmo que o golpista não consiga trocar o cartão, ele pode memorizar os números ou tirar fotos do código de segurança e realizar compras pela internet.
  • Uma das principais dicas é se for para qualquer lugar com muita aglomeração leve o necessário e também algum dinheiro para não ficar na mão. Prefira pagar as compras com dinheiro, assim você evita golpes.

Mas se mesmo com essas dicas você for vítima, o primeiro passo é tentar lembrar qual a maquininha que foi usada. Hoje, a cor e formato ajudam a identificar.

Assim, é possível ligar para a empresa responsável pela administração da maquininha e se isso for feito de forma rápida, é possível bloquear o saldo do golpista e recuperar o seu dinheiro. 

Além disso, é preciso entrar em contato com o banco para poder realizar o cancelamento do cartão e fazer um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima de onde aconteceu o crime. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.