Bolsa Família 2020 exclui milhões de pessoas que vivem em extrema pobreza

Dados divulgados pelo governo de Pernambuco pontuam que quase 500 mil famílias, apesar de inscritas e aptas a receber o Bolsa Família 2020, não conseguem o benefício. Além deste dado, ainda foram pontuados que milhões de pessoas não têm acesso ao benefício.

Bolsa Família 2020 excluí milhões de pessoas em situações de extrema pobreza (Reprodução/Agência Brasil)
Bolsa Família 2020 excluí milhões de pessoas em situações de extrema pobreza (Reprodução/Agência Brasil)

Em números, 3,8 milhões de famílias pobres ou miseráveis estão fora do programa. Deste total, consideram-se famílias em situação de pobreza ou extrema-pobreza. As informações foram divulgadas com exclusividade pela Carta Capital nesta sexta-feira (31).

Veja também: Bolsa Família chegará ao fim com publicação de nova PEC; entenda as consequências

Os dados foram copilados de acordo com perfil no CadÚnico, o banco de informações sobre as famílias de baixa renda no País. Mas, apesar disto, a pesquisa identifica as famílias que poderiam receber o benefício, mas não recebem.

Atualmente é definido o número de famílias aptas para participação no Bolsa Família através de dados do Censo de 2010, já defasado em população e faixa de renda dos lares considerados pobres (à época, até 154 reais por cabeça).

A avaliação publicada declara que o atual modelo adotado pelo Ministério do Desenvolvimento não pontua o crescimento populacional e empobrecimento de algumas faixas de população.

Um exemplo é que em Pernambuco, o teto de concessão de benefícios é 1 milhão de famílias pobres ou miseráveis. Mas, de acordo com o levantamento, essa parcela chega hoje a 1,3 milhão.

Ainda segundo o levantamento, dos que não estão recebendo o benefício, 37% vivem na região nordeste.

Já a faixa de entrega dos valores em janeiro de 2020 não é proporcional a demanda, considerando que foram repassados apenas 3.035 dos benefícios para região, contra os 30 mil famílias na região Sul.

Bolsa Família 2020

O Bolsa foi criado em 2003, e presta assistência financeira a famílias brasileiras em situação de vulnerabilidade.

Com o intuito de garantir seu acesso à renda, a direitos sociais e a ações complementares que ampliam as possibilidades de desenvolvimento da família. O valor repassado varia conforme o número de membros da família, idade e renda declarada.

Um dos pontos mais importantes para o registro é estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Para receber o benefício é preciso ter família com renda por pessoa de até R$ 85 mensal. Ter gestantes, crianças ou adolescentes entre 0 e 17 anos, aumenta o grau de prioridade. Além destes outros critérios são determinados.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Bolsa Família 2020 exclui milhões de pessoas que vivem em extrema pobreza

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA